Pintado se diz feliz com ataque após saída de artilheiros do Juventude para Série A - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

5x020/11/2020 | 22h28Atualizada em 20/11/2020 | 22h28

Pintado se diz feliz com ataque após saída de artilheiros do Juventude para Série A

Treinador também admitiu lado teimoso depois da goleada sobre o Paraná

Pintado se diz feliz com ataque após saída de artilheiros do Juventude para Série A Porthus Junior/Agencia RBS
Capixaba (D) retornou e fez um dos gols alviverdes Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Depois da impactante vitória por 5 a 0 sobre o Paraná, nesta sexta-feira (20), o técnico Pintado falou da alegria de ter seus jogadores de ataque fazendo gols, principalmente após a saída de Breno e Dalberto, artilheiros do time até então na Série B. No G-4 da competição momentaneamente, o treinador valorizou o resultado e a forma como o time construiu a vantagem:

Leia mais
Em noite inspirada, Juventude faz 5 a 0 sobre o Paraná e retorna, momentaneamente, ao G-4

— Fico feliz de ver nosso ataque fazendo gols. As oportunidades que criamos conseguimos fazer. Isso nos deu uma vantagem muito boa no jogo. Talvez o placar pudesse ser diferente se o Paraná tivesse aproveitado algumas oportunidades. Mas futebol não é merecimento, futebol é competência. E hoje fomos competentes. 

Depois de ser eliminado da Copa do Brasil e de ser derrotado para o Sampaio Corrêa, em casa, o triunfo com goleada, segundo o treinador, não passou por uma grande mudança.

— Não vi nada de diferente do que a gente vinha fazendo com as vitórias, com os bons resultados. Aqui temos os pés no chão. Nem sempre é uma maravilha quando a gente vence e nem sempre é um desastre quando a gente perde — afirmou Pintado, que não escondeu a importância do retorno de Renato Cajá e de Capixaba à equipe: 

— Não é novidade para todos nós a qualidade do Cajá, do Capixaba. A montagem da equipe foi em cima dessas características. Mas não podemos esquecer que temos o João Paulo, que fez uma grande partida, o Bochecha também, é um volante que arma bem o jogo. Defensivamente foi a melhor partida do Genilson no ano. E isso me deixa feliz porque precisamos de jogadores como esses.

Entre os destaques da partida, o atacante Rafael Silva, que fez gol e deu assistências, foi uma insistência do treinador em alguns momentos. Até por isso, o comandante alviverde admitiu que valoriza a resposta dada por seus jogadores.

— Eu tenho meu lado teimoso, eu reconheço. Todo treinador tem. A gente pode chamar isso de convicção, seria talvez a melhor palavra para definir isso. Temos trabalhado muito com esses atletas no dia a dia e a gente sabe que em algum momento eles vão render. Fico feliz não só com o Rafael, mas com todos. São jogadores que têm para oferecer para a gente e se comprometem no dia a dia. O que posso fazer por eles é dar oportunidade — concluiu Pintado.

Na próxima terça-feira (24), às 21h30min, o Juventude encara o América-MG, fora de casa, pela 23ª rodada da Série B.

Leia também
Programa Fila Zero ocorre neste sábado e atende pacientes da psiquiatria em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros