Em noite inspirada, Juventude faz 5 a 0 sobre o Paraná e retorna, momentaneamente, ao G-4 - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Série B20/11/2020 | 21h16Atualizada em 20/11/2020 | 21h40

Em noite inspirada, Juventude faz 5 a 0 sobre o Paraná e retorna, momentaneamente, ao G-4

Equipe alviverde pode terminar a 22ª rodada na zona de classificação, caso América-MG ou Cuiabá não pontuem diante de Operário-PR e CSA, respectivamente, neste sábado (21)

Em noite inspirada, Juventude faz 5 a 0 sobre o Paraná e retorna, momentaneamente, ao G-4 Porthus Junior/Agencia RBS
Na comemoração do quinto gol, Capixaba comemorou fazendo o gesto da luta antirracista Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O Juventude goleou o Paraná, nesta sexta-feira (20), no Estádio Alfredo Jaconi, pelo placar de 5 a 0. Os gols foram marcados por Renato Cajá, duas vezes, Rafael Silva, Gustavo Bochecha e Capixaba. A partida foi válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B

Com o 5 a 0, o time alviverde aplicou a maior goleada da história do confronto com o Paraná. Anteriormente, o maior placar era o 4 a 0, também feito no Campeonato Brasileiro da Série A, em 2004. À época, a partida também ocorreu no Estádio Alfredo Jaconi, no dia 2 de maio. 

Leia mais:
Juventude tem desfalque de última hora e retornos para encarar o Paraná
Em meio ao vai e vem de jogadores, Juventude enfrenta o Paraná no Jaconi
Atacante faz quatro gols e sub-23 do Juventude goleia o Coritiba para avançar à segunda fase

Com a vitória, o Juventude chega a 37 pontos e retorna, momentaneamente, ao G-4. Para continuar na zona de classificação, a equipe alviverde só precisa que América-MG ou Cuiabá não pontuem, neste sábado (21), diante de Operário-PR e CSA, respectivamente.

Na próxima rodada, o time da Serra enfrenta o América-MG, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. O jogo está marcado para terça-feira (24), às 21h30min.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 20/11/2020. Juventude x Paraná, jogo válido pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro e realizado no estádio Alfredo Jaconi. (Porthus Junior/Agência RBS)<!-- NICAID(14649563) -->
Renato Cajá marcou dois gols na primeira etapaFoto: Porthus Junior / Agencia RBS

Três gols em 38 minutos

Para o jogo desta sexta-feira, o técnico Pintado teve a baixa de Dalberto, que transferiu-se para o Sport, na última terça-feira (17). Além dele, o zagueiro Wellington também não ficou à disposição. De acordo com o clube, ele sentiu dores lombares e está no Departamento Médico. Por outro lado, o comandante alviverde contou com o retorno de Capixaba e Renato Cajá, recuperados da covid-19

O Juventude abriu o placar na sua primeira chegada com perigo à área adversária. Aos 3 minutos, Renato Cajá recebeu na intermediária, dominou e finalizou, marcando o gol alviverde: 1 a 0.  O Paraná tentou responder aos 6, Karl chutou forte, também de fora da área, mas Marcelo Carné defendeu.

O time da casa ampliou, aos 16, quando Igor cobrou escanteio na direita. A bola encontrou Rafael Silva, na área, que cabeceou para o fundo das redes. O goleiro Marcos até espalmou, mas não conseguiu impedir o segundo gol do Juventude: 2 a 0. 

Os visitantes tiveram duas chances de descontar com Renan Bressan, ambas de falta. A primeira aos 19, quando a cobrança foi muito forte, por cima do travessão. E a segunda aos 24, desta vez, a finalização foi mais próxima da trave direita, mas também não assustou Marcelo Carné. 

Aos 33, houve uma confusão entre os jogadores, dentro de campo. Na discussão, o árbitro Francisco Carlos do Nascimento advertiu João Paulo, do Juventude, e Karl, do Paraná, com cartão amarelo. 

O Juventude ainda teve tempo de fazer o terceiro, ainda na primeira etapa. Aos 38, a bola foi lançada para Renato Cajá, que driblou o zagueiro Salazar e o goleiro Marcos e marcou o segundo dele no jogo e o terceiro da equipe da Serra: 3 a 0. 

A melhor chance do Paraná, veio aos 44, Paulo Henrique tocou para Andrey, que finalizou. No entanto, o atacante Rafael Silva afastou para escanteio. Com isso, o Juventude garantiu a vitória parcial, por 3 a 0, nos 45 minutos iniciais. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 20/11/2020. Juventude x Paraná, jogo válido pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro e realizado no estádio Alfredo Jaconi. (Porthus Junior/Agência RBS)<!-- NICAID(14649594) -->
Bochecha também fez o dele, na segunda etapaFoto: Porthus Junior / Agencia RBS

Comemoração representativa na segunda etapa

Logo no início do segundo tempo, o Juventude mostrou que não se acomodaria com a vitória parcial. Aos 2, depois de uma saída errada da defesa paranaense, Cajá tentou de cobertura, a bola sobrou para Rafael Silva. O atacante deu a assistência para Gustavo Bochecha chutar rasteiro e fazer o dele: 4 a 0. 

Novamente com assistência de Rafael Silva, o Juventude ampliou, a0s 10. O camisa 11 rolou a bola para Capixaba, que tocou na saída do goleiro Marcos: 5 a 0. Na comemoração, o atacante fez o gesto com punho cerrado, em alusão a luta antirracista. 

Aos 20, o Paraná tentou descontar. Guilherme Biteco tocou para Wandson, que chutou muito forte, mandando a bola por cima do gol. Aos 28, Biteco tentou, novamente, a finalização, mas a bola foi muito longe da meta alviverde. 

No final da etapa complementar, com o cansaço das equipes, o ritmo do jogo diminuiu e, consequentemente, a qualidade da partida também. Com a vitória garantida, o time do técnico Pintado apenas administrou a goleada, nos últimos minutos. 

Ficha técnica
Campeonato Brasileiro da Série B - 22ª rodada
Juventude 5x0 Paraná

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul
Data: 20/11/2020

Juventude
Marcelo Carné, Igor, Genilson, Nery Bareiro e Eltinho; João Paulo (Bispo, 37/2º) e Gustavo Bochecha; Capixaba (Roberto, 21/2º), Renato Cajá (Gabriel Terra, 37/2º) e Rafael Silva (Belusso, 37/2º); Grampola (Marciel, 31/2º). Técnico: Pintado. 

Paraná
Marcos; Paulo Henrique, Salazar, Luan e Jean Victor; Jhony Douglas (Kaio, 11/2º), Karl e Renan Bressan (Michel, 39/2º); Andrey (Guilherme Biteco, 11/2º), Thiago Alves (Wandson, 11/2º) e Bruno Gomes (Matheus Matias, intervalo). Técnico: Rogério Micale.

Gols: Renato Cajá, aos 3min e aos 38 minutos, e Rafael Silva, aos 16, do primeiro tempo; Gustavo Bochecha, aos 2min, Capixaba, aos 10min, do segundo tempo.
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento, auxiliado por Pedro Jorge Santos de Araujo e Ruan Luiz de Barros Silva. O trio é de Alagoas.
Cartões amarelos: João Paulo (J), Karl, Rogério Micale, Michel, Paulo Henrique (P).

Leia também:
Técnico do Caxias confirma  retorno de meia ao time e quem será titular na zaga
ACBF confirma 15 casos positivos para coronavírus e jogo contra o Corinthians é adiado
Projeto sobre Fundo Especial do Esporte e Lazer é entregue à Câmara de Vereadores para apreciação

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros