Sem "dar armas ao adversário", Lacerda mantém mistério sobre escalação do Caxias - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Série D21/10/2020 | 17h35Atualizada em 21/10/2020 | 17h35

Sem "dar armas ao adversário", Lacerda mantém mistério sobre escalação do Caxias

Grená encara o Novorizontino com pelo menos cinco mudanças

Sem "dar armas ao adversário", Lacerda mantém mistério sobre escalação do Caxias Porthus Junior/Agencia RBS
Tontini (C) deve ganhar oportunidade no time titular do Caxias contra o Novorizontino Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O Caxias terá mudanças para encarar o Novorizontino, às 15h desta quinta-feira (22), pela oitava rodada da fase de classificação do Campeonato Brasileiro da Série D. Para o jogo fora de casa, pelo menos cinco titulares da derrota em casa no domingo (18) nem viajaram para o interior paulista.

Leia mais
Caxias tem dois desfalques confirmados para encarar o Novorizontino

Dois deles já eram conhecidos. O lateral-esquerdo Bruno Ré e o atacante Bruninho estão entregues ao departamento médico e desfalcam o time. Os outros três não foram confirmados pelo técnico Rafael Lacerda. O Caxias não divulgou a lista de relacionados para o confronto e o treinador admitiu que manterá o mistério sobre a escalação.

— Alguns atletas ficaram em Caxias. Mais três (além dos lesionados). Na hora do jogo a gente divulga. Não temos informações dos adversários, do Novorizontino, não sabemos quem estará no jogo. No jogo em Caxias, não tínhamos a informação de que um dos volantes iria jogar. Então a gente não tem que estar aqui dando arma para o adversário. Os que permaneceram estavam com mais desgaste físico. A rodagem deles está muito grande. Não é um descanso, não é poupar. Até porque quem está entrando fez por merecer essa oportunidade, vem trabalhando muito forte. Ninguém foi poupado — afirmou Lacerda, sem revelar os nomes de quem sai ou de quem entra.

Informações não-oficiais do clube, dão conta de que os meias Carlos Alberto e Diogo Oliveira estão entre os atletas que permaneceram na cidade. Com isso, a possibilidade de mudança na formação tática existe.

 — É um momento em que precisamos, de certa forma, nos reinventar, criar alternativas. Sempre deixei bem claro que além do sistema que vínhamos jogando, criávamos outras situações. Para amanhã (quinta-feira), contra o Novorizontino, uma equipe que a gente enfrentou há poucos dias, vamos ter que mudar um pouco nossa maneira de jogar, a postura e é o que a gente pensa para esse jogo. Mas não quer dizer que a gente vá mudar completamente o que vínhamos fazendo — afirmou o treinador.

Um provável time do Caxias para enfrentar o líder do grupo A-8 tem Marcelo Pitol, Ivan, Erik, Thiago Sales e Eduardo Diniz; Marabá, Juliano, Vinícius Baiano e Felipe Tontini, Juninho Potiguar e Giovane Gomez.

Leia também
Sobrinha ocultava cadáver de tio em Vacaria para receber a aposentadoria


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros