Luiz Carlos Winck é o novo técnico do Esportivo - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Comandante definido13/10/2020 | 16h01Atualizada em 13/10/2020 | 16h01

Luiz Carlos Winck é o novo técnico do Esportivo

Treinador irá comandar a equipe de Bento Gonçalves na próxima temporada

Luiz Carlos Winck é o novo técnico do Esportivo Gustavo Pozza/Divulgação Clube Esportivo
Foto: Gustavo Pozza / Divulgação Clube Esportivo

Luiz Carlos Winck é o novo treinador do Esportivo. O técnico, de 57 anos, está de volta ao clube e irá substituir Carlos Moraes, que teve confirmada a sua saída nesta segunda-feira (12). A comissão técnica será formada pelo auxiliar Zé Carlos Marques e o preparador físico Luciano Ilha. O preparador de goleiros será Emerson Bohm, que esteve no clube no ano passado na campanha do acesso e recentemente estava no Veranópolis.

Leia Mais
Após acesso e título do interior, técnico Carlos Moraes não continua no Esportivo  

Winck teve uma passagem vitoriosa pelo Esportivo, quando conquistou o acesso para a primeira divisão do Estadual em 2012, com 20 vitórias, 10 empates e apenas seis derrotas na campanha que confirmou título da competição.  O treinador ainda comandou a equipe em 2013 e a levou até a semifinal do primeiro turno do Gauchão. No final, ficou na oitava colocação geral.

— A gente aceitou esse desafio, porque moro em Bento, fixei residência e me sinto muito feliz aqui. É um clube que aprendi a gostar. Em 2012, fomos campeões da Divisão de Acesso e em 2013 chegamos às semifinais da Taça Piratini. Então deixamos as portas abertas. Tivemos três conversas e acertamos. Feliz de voltar e iniciar um trabalho — disse Winck.

Agora, começa a montagem do elenco que disputará o Campeonato Gaúcho e a Copa do Brasil do próximo ano. O Esportivo também tem vaga na Série D, mas essa situação será avaliada pela direção do clube de acordo com o planejamento financeiro e estrutural.

— Devemos começar os treinos no início de janeiro. Nós já estamos trabalhando desde hoje na montagem do elenco. Estamos observando todos aqueles que estavam no Esportivo. E 99%  tiveram seus vínculos rescindidos devido ao final do campeonato. Apenas o Juninho Tardelli, que teve uma lesão, renovou. Eu gosto muito dele. É um meia de qualidade. Vamos tentar formar o grupo o mais rápido possível para levar vantagem em relação a alguns clubes, porque o calendário do ano que vem é atípico — comentou o treinador.

O último trabalho de Winck foi no Pelotas, durante o Campeonato Gaúcho, mas antes da parada do futebol devido à pandemia. Anteriormente, passou por Juventude, Caxias, Criciúma, Veranópolis, Lajeadense, entre outros. 

Como técnico, no Rio Grande do Sul, conquistou a Copa Fernandão, Campeonato da Região Sul-Fronteira e Super Copa Gaúcha em 2014 e, no ano seguinte, a Recopa Gaúcha. Todos os títulos pelo Lajeadense. Em 2016, levou a Copa Larry Pinto de Faria e em 2017 o título do Interior do Gauchão, ambos com o Caxias.

Leia Também
As promessas iniciais da campanha em Caxias do Sul


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros