Lacerda celebra consistência do Caxias no empate contra o Novorizontino - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Série D22/10/2020 | 18h38Atualizada em 22/10/2020 | 18h38

Lacerda celebra consistência do Caxias no empate contra o Novorizontino

Treinador considerou bom o resultado em São Paulo

Lacerda celebra consistência do Caxias no empate contra o Novorizontino Maria Paula Laguna/Assessoria Novorizontino
Equipe grená ficou no 1 a 1 contra o Novorizontino Foto: Maria Paula Laguna / Assessoria Novorizontino

O Caxias não voltou a vencer, é verdade. Mas o empate em 1 a 1 contra o Novorizontino, no interior paulista, foi considerado um resultado positivo pelo técnico Rafael Lacerda. Com várias mudanças na formação inicial e um esquema diferente, o grená segurou, na tarde desta quinta-feira (22), o líder do grupo A-8 da Série D e apresentou uma maior combatividade em relação aos confrontos anteriores.

Leia mais
Caxias segura o Novorizontino e busca ponto fora de casa contra o líder do grupo

— Um bom resultado. Sabíamos da dificuldade. Não teria como dizer que não foi um bom resultado. Um adversário que perdemos em casa, que é o líder da nossa chave. Uma equipe que vimos no jogo lá em Caxias que tem muita qualidade. Mas hoje nossa equipe se portou bem, soubemos jogar a partida — afirmou Lacerda, que entende que o ponto fora será decisivo:

— O Novorizontino teve mais chances? Teve. Mas o Caxias sempre seguro. As chances reais talvez foram nossas, no final do jogo. Mas é um ponto importante que lá na frente vai fazer uma diferença muito grande, porque as equipes estão vindo aqui e não buscando pontos e o Caxias buscou.

Apesar do gol sofrido aos três minutos, o Caxias apresentou uma solidez maior na defesa. Esse desempenho também foi celebrado pelo treinador após algumas partidas oscilantes:

— Tivemos um momento de instabilidade e precisávamos voltar a ter um time consistente. Principalmente defensivamente, que é uma das coisas que estava nos incomodando. E hoje nossa equipe foi muito consistente defensivamente. Não vou dizer que foi um erro o gol de bola parada, porque também fizemos o gol de bola parada. Costumo dizer que tudo começa por uma defesa sólida. E não são só os dois zagueiros, é o time todo ajudando na marcação.

Com 11 pontos na classificação, o Caxias terá dois jogos em sequência em casa, contra Marcílio Dias e Joinville. Mesmo afirmando que sua equipe irá lutar pelas duas vitórias, Lacerda preferiu não falar em obrigação de ganhar seis pontos contra os catarinenses.

— Obrigatório é uma palavra que não existe no futebol. Hoje, com certeza, falavam que seria obrigação do Novorizontino vencer o Caxias, porque foi a Caxias e nos venceu. E deu empate. Essa palavra não. Mas o Caxias, sim, tem que vencer. Mas não vai ser de qualquer jeito. Vai ser como foi hoje. Uma equipe inteligente, que vai entrar em campo sabendo o que vai fazer — afirmou o treinador, admitindo que os próximos confrontos não serão fáceis:

— O torcedor pode ter certeza de que vai ser muito difícil. Mas, jogando em casa, temos que nos impor. É o local que conhecemos bem, que sempre fomos fortes. Nas últimas apresentações os resultados não foram bons, mas esperamos sim fazer seis pontos.

No domingo (25), às 15h, o Caxias recebe o Marcílio Dias, no Centenário, pela 9ª rodada da Série D.

Leia também
"As mulheres precisam ser incentivadas a denunciar a violência", encoraja nova delegada da Deam de Caxias 

 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros