Dirigente do Juventude critica árbitro e admite desempenho abaixo do esperado da equipe - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Série B10/10/2020 | 14h01Atualizada em 10/10/2020 | 14h01

Dirigente do Juventude critica árbitro e admite desempenho abaixo do esperado da equipe

Time alviverde perdeu para o Brasil-Pel no Alfredo Jaconi

Dirigente do Juventude critica árbitro e admite desempenho abaixo do esperado da equipe Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O Juventude perdeu a primeira partida em casa na Série B do Campeonato Brasileiro. O time alviverde foi derrotado para o Brasil-Pel, por 2 a 1. O jogo foi marcado por polêmicas de arbitragem. O time Xavante teve um pênalti marcado, que não aconteceu. Além disso, no segundo tempo, o Ju reclama de penalidades não assinaladas pelo árbitro Daniel Nobre Bins.

Leia Mais
Galeria de fotos: confira as imagens de Juventude 1x2 Brasil-Pel 

— Costumamos fazer um dossiê no final do jogo e mandar para os responsáveis da arbitragem, mas eu não gostaria de falar muito sobre isso, porque todas as vezes que se falou, o Juventude foi mais prejudicado. Todo mundo assistiu. Os interessados a fazer justiça devem tomar as providências. Não há a necessidade da gente fazer, apesar disso vamos fazer o relatório, mas não acontece nada. Não vou me alterar e dizer tudo que tenho vontade, porque seremos penalizados — disse Osvaldo Pioner, vice-presidente de futebol do Juventude, que completou:

— Não foi pênalti contra o Juventude e ele marcou com facilidade. Teve três lances duvidosos para nós de pênalti, dois tão dizendo que foram descarados. Brincadeira, o que catimbaram e foi permitido tudo. Eu prefiro conversar no vestiário, porque jogamos pouco. Isso dá pra corrigir. Arbitragem não dá pra corrigir. Árbitro gaúcho apitando aqui é sempre a mesma coisa. 

Osvaldo Pioner admitiu a oscilação de atuação do Juventude na comparação com o jogo contra o Cuiabá e também de dois tempos distintos diante do Brasil-Pel. O dirigente irá avaliar durante a semana os erros cometidos e os motivos do desempenho abaixo. 

— Eu vou buscar essa explicação durante a semana. Eu também quero entender, porque teve muitos abaixo do que eles podem render. Não tem problema de vestiário, de salário, o ambiente é bom. Todos entraram querendo, mas não foi isso que a gente viu no campo. Vamos conversar. 

Com a derrota em casa para o Brasil-Pel, o Juventude buscará os pontos perdidos na próxima rodada. Na sexta-feira (16), às 21h30min, encara o Cruzeiro no Estádio Mineirão. 

— Claro que sim. Esse era o nosso planejamento de buscar esses pontos. Agora, vamos ter que correr contra o Cruzeiro, fazer um jogo de superação e repetir outros jogos. O jogo de hoje deve ser apagado como imagem, mas não como cobrança.

Leia Também
Pela segunda vez, vândalos depredam banheiros da Praça da Matriz, em Farroupilha


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros