Após empate do Juventude, Pintado espera time mais forte com retorno de alguns atletas - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Série B17/10/2020 | 00h37Atualizada em 17/10/2020 | 00h37

Após empate do Juventude, Pintado espera time mais forte com retorno de alguns atletas

Papo teve pênalti perdido no primeiro tempo e Carné destaque do segundo

Após empate do Juventude, Pintado espera time mais forte com retorno de alguns atletas Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação
Fábio defendeu a cobrança de pênalti de Renato Cajá Foto: Gustavo Aleixo / Cruzeiro/Divulgação

O Juventude viveu diante do Cruzeiro, na noite desta sexta-feira (16), um jogo em que teve a grande chance de ganhar com um pênalti a favor — desperdiçado por Renato Cajá — e algumas possibilidades de sair derrotado do Mineirão, com o goleiro Marcelo Carné sendo decisivo mais uma vez. O 0 a 0 pela 16ª rodada da Série B foi o terceiro jogo seguido sem vitória alviverde, o que começa a pesar na tabela de classificação.

Leia mais
Juventude desperdiça pênalti, empata com o Cruzeiro e chega a três jogos sem vencer

— Em campeonato de pontos corridos, deixar de somar é muito ruim. Ficar somando de um ponto não é bom. Mas tivemos oportunidades para vencer e acabamos deixando escapar, não só hoje mas em outros jogos também. Espero que no próximo jogo busquemos esses três pontos para nos mantermos na parte de cima da tabela. Com o retorno de alguns atletas, acho que vamos ganhar força novamente e ir em busca da vitória — avaliou o técnico Pintado após o confronto.

Assim como em outras partidas, alguns jogadores hesitaram antes de finalizar ao gol adversário e acabaram disperdiçando jogadas de ataque que poderiam ter um final mais perigoso contra o Cruzeiro. Para o treinador, essa é uma situação que não é o recomendado pela comissão técnica:

— A gente tem conversado isso com os atletas, sim. A informação que eu ofereço aos atletas é que pode errar, pode tentar e não dar certo. O que não pode é não tentar. Daí quando erra a primeira, erra a segunda e acaba não dando certo, não pode desistir. Em algum momento vai acertar. Tenho certeza que a gente vai melhorar nessa finalização da jogada.

Nas últimas cobranças de pênalti a favor do Juventude, o volante João Paulo foi o responsável e teve ótimo aproveitamento. Renato Cajá perdeu a sua segunda cobrança na Série B, pois havia errado também na estreia contra o CRB. Pintado minimizou o erro e a mudança do batedor contra a Raposa.

— Eu determino os cobradores. Temos três cobradores que podem bater e aquele que se sentir melhor no momento vai cobrar. Como o Cajá fez em outros jogos e nos ajudou, hoje não deu certo. Mas só erra quem bate. Não podemos lamentar não. Tivemos outras oportunidades para terminar melhor as jogadas — concluiu o treinador.

Veja a íntegra da entrevista pós-jogo do comandante alviverde:

Leia também
Com pandemia e sem propaganda em rádio e TV, como é a campanha eleitoral em pequenas cidades da Serra  

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros