A experiência que pode ajudar o Caxias a encerrar a má fase na Série D - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Marabá28/10/2020 | 20h20Atualizada em 28/10/2020 | 20h20

A experiência que pode ajudar o Caxias a encerrar a má fase na Série D

Jogador começou últimas duas partidas e time apresentou mais consistência

A experiência que pode ajudar o Caxias a encerrar a má fase na Série D Porthus Junior/Agencia RBS
Marabá (C) virou titular contra o Novo Horizontino e seguiu no 11 inicial diante do Marcílio Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A sequência de seis jogos sem vencer tem incomodado o Caxias. Na quarta colocação do grupo A-8 do Campeonato Brasileiro da Série D, a equipe grená tem no próximo sábado (31), contra o Joinville, a possibilidade de encerrar o insistente jejum de vitórias no Estádio Centenário. 

Leia mais
"Todo mundo indignado com os últimos resultados", afirma volante do Caxias

Nas duas últimas partidas, o técnico Rafael Lacerda mudou a formação tática e a consistência do time fez com que o Caxias fizesse um confronto equilibrado contra o Novorizontino, em São Paulo, e dominasse o Marcílio Dias até os 36 minutos do segundo tempo, no domingo passado (25), no Estádio Centenário.

Mesmo que os dois jogos tenham ficado no empate, a entrada do volante Marabá mudou a característica do time. O jogador de 34 anos — e que está no clube desde 2017 — chegou  a ser negociado com o Ypiranga, no início da temporada, mas por conta de uma lesão ficou no Centenário e agora virou pilar para que a retomada do Caxias na Série D aconteça. 

— O meu retorno é natural. Trabalho para isso. Faço meu melhor sempre, independente se estou jogando ou não, que é para quando chegarem essas oportunidades eu conseguir ajudar o clube — afirmou o volante, que em 2020 participou de apenas cinco jogos e foi titular em três.

No empate contra o Joinville em Santa Catarina, Marabá permaneceu no banco de reservas. De lá, conseguiu observar o que teve de insuficiente para que o time conseguisse o triunfo:

— Faltou um pouco de intensidade no jogo lá em Joinville. Se a gente conseguir manter a intensidade que a gente teve no jogo contra o Marcílio em casa e ter essa constância dentro dos 90 minutos, temos tudo para sair com a vitória.

Curiosamente, nos dois gols do empate do Marcílio, Marabá já havia deixado o gramado por conta de desgaste físico. Ele foi substituído aos 27 da segunda etapa e o Marinheiro fez aos 37 e aos 48.

No sábado, a presença do volante Juliano ainda não é confirmada. O jogador passará por uma avaliação na quinta-feira (29). Mas, pelo que o time já apresentou de melhora, Marabá deve ter lugar garantido no time de Lacerda.

Leia também
Mãe lança vaquinha e sorteia camisas autografadas da dupla Ca-Ju para pagar cirurgia do filho em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros