Wagner e Cajá juntos? Veja o que diz o técnico do Juventude sobre essa possibilidade - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Dois meias16/09/2020 | 18h02Atualizada em 16/09/2020 | 18h02

Wagner e Cajá juntos? Veja o que diz o técnico do Juventude sobre essa possibilidade

Equipe alviverde encara o CRB pela Copa do Brasil

Wagner e Cajá juntos? Veja o que diz o técnico do Juventude sobre essa possibilidade Porthus Junior/Agencia RBS
Renato Cajá (à frente) entrou no segundo tempo do jogo contra o Vitória, enquanto Wagner foi titular Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Mesmo que a liberação do meia Wagner para atuar tenha gerado a expectativa de vê-lo jogando ao lado de Renato Cajá, essa situação não ocorrerá no início do duelo desta quinta-feira (17), contra o CRB, pelo jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. Pintado afirmou que busca uma maneira para que os dois canhotos possam aparecer juntos, mas não neste momento:

Leia mais
Saiba tudo sobre o CRB, adversário do Juventude na quarta etapa da Copa do Brasil

— Tenho pensado muito e estudado essa maneira de acrescentar à equipe dois jogadores de tanta qualidade. Mas nesse momento acho difícil. Iniciar o jogo dessa maneira seria desconstruir algo que a gente vem, com dificuldade, construindo. Em um primeiro momento, isso não é possível.

Da equipe que venceu por 2 a 1 o CRB na abertura da Série B, várias mudanças vão ocorrer no time. Pelo menos seis jogadores devem ser diferentes dos que entraram em campo na manhã do dia 8 de agosto. Com os dois campeonatos em paralelo, o Juventude não preserva atletas nem para uma e nem para outra, para que possa focar em um objetivo único: vencer.

— Não temos dado prioridade para nenhuma competição. O Juventude exige que a gente vá em busca de tudo, que jogue para ganhar tudo. Tenho percebido que a responsabilidade é vencer todos os jogos, independente onde você jogue e da competição. Isso exige muito de todos nós. Vamos nos preparar para buscar todos os resultados — concluiu Pintado.

O provável time do Juventude tem Marcelo Carné, Igor, Wellington, Nery Bareiro e Eltinho; João Paulo, Gustavo Bochecha e Renato Cajá (Wagner); Capixaba, Breno e Dalberto.

Leia também
Volta às aulas em escolas municipais segue indefinida em Caxias 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros