Saiba quando o Juventude espera contar com Wagner, Carlos Eduardo e Nery Bareiro - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Série B02/09/2020 | 18h40Atualizada em 02/09/2020 | 18h40

Saiba quando o Juventude espera contar com Wagner, Carlos Eduardo e Nery Bareiro

Os três jogadores devem ficar à disposição em breve

Saiba quando o Juventude espera contar com Wagner, Carlos Eduardo e Nery Bareiro Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Juventude trabalha para contar com três jogadores nas próximas rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro e nas partidas da Copa do Brasil contra o CRB. Os meias Wagner e Carlos Eduardo e o zagueiro Nery Bareiro ainda não estrearam na Segunda Divisão nacional. O clube trabalha para que isso aconteça em breve. Nenhum estará à disposição no jogo contra o Oeste, no sábado (5), às 11h, pela oitava rodada da Série B. 

Leia Mais
Juventude terá nova maratona de jogos no mês de setembro
Intervalo: Juventude jogou pouco e não mereceu um resultado melhor em Chapecó

O experiente meia Wagner, 35 anos, estava no Al Khor, do Catar. A liberação para ele atuar depende da documentação do atleta. O Juventude trabalha junto à CBF e à Fifa para viabilizar essa situação para a próxima semana. 

— Pedimos um apoio maior da CBF, que é muito prestativa e parceira nisso. Como ele vem do Catar, eles (Al Khor) fizeram a rescisão, mas não deram baixa deste processo. Então ainda consta lá como atleta vinculado. Tentamos falar com eles, não responderam. Falamos com a CBF, que falou com a Fifa e cobrou novamente. Imaginamos que semana que vem ele esteja liberado. Nesta semana não haverá tempo — disse Osvaldo Pioner, vice-presidente de futebol do Juventude.

O zagueiro Nery Bareiro continua dependendo da liberação da documentação junto à Fifa para que possa ser inscrito no Boletim Informativo Diário (BID), da CBF.  O atleta estava recentemente no Binacional do Peru. No entanto, o Juventude entende que não é uma transferência internacional, porque ele estava sem vínculo com o clube anterior.

— É uma situação um pouco diferente, mas também está na Fifa para ela se manifestar. É diferente, porque ele já tinha encerrado o contrato dele no último clube no Peru. Então, ele estava desempregado. Por isso, conseguimos a liberação dele. Fizemos uma proposta que foi para o consulado paraguaio, que liberou ele viajar e o cônsul do Brasil também permitiu. A Fifa examina a documentação, depois vai para o clube, para a CBF dar o sinal positivo.  Acredito que possamos liberar ele na mesma semana do Wagner — completou Pioner.

o meia Carlos Eduardo passou por um período de trabalhos em separado para corrigir algumas valências físicas.  Ele começou no banco de reservas na derrota do Juventude por 3 a 2 contra o Esportivo no Gauchão. Entrou no segundo tempo e atuou por 24 minutos. Após a partida, ele sentiu um desconforto na coxa, ocasionado por um desequilíbrio muscular em decorrência do grande tempo de inatividade.  

Após a realização do treino específico, a expectativa é de que ele entre no processo de transição na próxima semana e comece a treinar forte com o grupo para ficar à disposição do técnico Pintado. 

— Junto com a comissão técnica, decidimos afastar ele para fazer um trabalho diferenciado com um profissional. Foi feito esse trabalho. Nesta quinta, ele será entregue junto com o grupo e começa a transição. A partir da próxima semana, deve treinar com nível físico igual aos demais. Depois, é opção do Pintado — finalizou Pioner. 

Leia Também
Assembleia Legislativa aprova pagamento do IPVA em 10 vezes


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros