Quadras esportivas poderão reabrir para jogos coletivos amadores em Caxias do Sul - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Liberação15/09/2020 | 17h56Atualizada em 15/09/2020 | 17h56

Quadras esportivas poderão reabrir para jogos coletivos amadores em Caxias do Sul

Autorização do governo do Estado foi publicada nesta terça (15) e a prefeitura concorda

Quadras esportivas poderão reabrir para jogos coletivos amadores em Caxias do Sul Guilherme Rech/Divulgação
Foto: Guilherme Rech / Divulgação

Após mais de seis meses, as quadras esportivas poderão ser reabertas para jogos coletivos amadores no Rio Grande do Sul. A autorização do governo do Estado foi publicada na edição extra do Diário Oficial na segunda-feira (14).  A liberação pode acontecer nos municípios que ficarem 14 dias sem bandeira vermelha ou preta no modelo de distanciamento controlado. 

Leia Mais
Proprietários de quadras esportivas estudam encerrar atividades após mais de 100 dias parados em Caxias do Sul
"Se não pudermos reabrir, 90% das quadras esportivas fecharão", diz representante do setor em Caxias do Sul
Quadras esportivas e ginásios podem abrir a partir desta quarta-feira em Bento
Donos de quadras esportivas fazem manifestação pelo retorno das atividades em Caxias 

A região de Caxias do Sul está pela sétima semana consecutiva na bandeira laranja. Portanto, poderá liberar. Entretanto, alguns prefeitos podem manter a restrição, se for necessário. Procurada pela reportagem do Pioneiro nesta terça-feira (15), a prefeitura afirmou, através do  secretário de Esporte e Lazer, Gabriel Citton, que não irá criar empecilhos para o retorno do setor.

— A prefeitura não vai obstaculizar, como fez na volta do futebol no Gauchão. O decreto do Estado libera, então está liberado. É importante para o setor, mas sem esquecer da saúde. Não dá para abrir sem coerência e sem atender os protocolos. Importante ressaltar que foi liberado pelo governo do Estado e que não podemos relaxar enquanto sociedade — afirmou Citton. 

Pelo protocolo estabelecido para os jogos coletivos nas quadras esportivas, as partidas serão sem público e o intervalo entre um jogo e outro precisa respeitar uma hora para a devida higienização do local e evitar aglomerações. Além disso, os espaços de entretenimento, como churrasqueiras e praças infantis, não podem ser utilizados.

Guilherme Rech, proprietário da Rech7 Futebol Society, comemora a reabertura após mais de 180 dias sem poder trabalhar. O planejamento é reabrir a quadra a partir da próxima segunda-feira (21).

— Isso é muito importante para nós. São seis meses que estamos correndo atrás com as empresas fechadas. Esse decreto do governo do Estado foi um alento para nós. Pelo menos, termos um norte e acabar o ano sabendo que poderemos trabalhar e tentar nos manter abertos no ano que vem — expressou. 

Joana Maehler, 32 anos, proprietária da Arena Pio X, também celebrou a liberação para retomada dos jogos coletivos, e projeta isso de forma imediata. Já há o contato dela com os clientes para poder organizar a agenda de jogos. 

—Foi a melhor notícia do ano para mim, porque nós estávamos numa situação bem complicada e difícil. Não tínhamos muitas alternativas. Era um treino distanciado que estava liberado, e não existe tanta procura. Para nós é uma esperança de colocar tudo em dia de novo. É muito satisfatório. Nossa ideia é recomeçar o quanto antes — afirmou.

Thiago Alberto Bagattini, 35, um dos donos da quadra Planeta Bola Lazzarotto projeta a reabertura para jogos nesta quarta-feira (16), assim como os outros empresários, com todos os protocolos e cuidados necessários.

— A importância é gigantesca. Estávamos parados há seis meses e sem faturamento nenhum. A gente tinha compromissos financeiros e mais os empregados. Agora que voltou, poderemos nos organizar. Os protocolos são tranquilos, porque não fogem muito do que a gente fez de propostas para as autoridades — analisou. 

O que diz o texto do governo do Estado

Após 14 dias sem bandeira vermelha ou preta, ficam permitidos esportes coletivos exclusivamente em quadras esportivas, sem público, com intervalo de uma hora entre os jogos e uso intercalado das quadras, para evitar aglomeração e permitir higienização. Vedado uso de espaços de entretenimento (churrasqueiras, praça infantil, etc.). 

Leia Também
Três chapas são definidas para disputa à prefeitura de Flores da Cunha
PV de Caxias retira pré-candidatura a prefeito e apoia Néspolo


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros