Pintado admite que Juventude busca centroavante de referência para sequência da Série B - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

O camisa 926/09/2020 | 20h01Atualizada em 26/09/2020 | 20h01

Pintado admite que Juventude busca centroavante de referência para sequência da Série B

Treinador alviverde disse que derrota para o CSA passou por erros pontuais

Pintado admite que Juventude busca centroavante de referência para sequência da Série B Douglas Ara/Futura Press
Foto: Douglas Ara / Futura Press

A derrota do Juventude para o CSA, neste sábado (26), teve novamente o time alviverde com dois tempos completamente diferentes na postura e atuação. Enquanto na primeira etapa o time do técnico Pintado foi apático, nos 45 minutos finais, a equipe quase buscou o empate no Estádio Rei Pelé.

Leia Mais
Em mais um jogo de altos e baixos, Juventude perde para o CSA e desperdiça chance de voltar ao G-4  

Assim como já ocorreu em outros jogos, as mudanças realizadas deram cara nova para o time, que acabou derrotado por 3 a 2, após sair com três gols de desvantagem para o CSA.

Para Pintado, a manutenção de uma base titular pode ter gerado essa discrepância entre as duas etapas:

— O que tentamos é manter uma equipe jogando. E isso, pelo desgaste, alguns atletas acabam sentindo um pouco mais. Mas, para mim, fica muito claro a luta, a vontade que alguns atletas têm, mesmo com desgaste muito grande, terem lutado tanto por um resultado melhor. Mas infelizmente não foi possível hoje.

Para o comandante alviverde, a derrota passou por momentos em que o time acabou oferecendo oportunidades para a equipe alagoana.

— Erros pontuais. Infelizmente não conseguimos bloquear um setor importante do campo e isso nos deixou um pouco mais vulneráveis. O esforço da equipe foi muito grande, cinco atletas tiveram problemas com alimentação. A desidratação faz com eles sintam um pouco. Não temos nada que arrumar desculpa. Não foi uma noite feliz — afirmou o treinador, revelando o problema que atingiu parte do elenco alviverde.

A entrada ainda no primeiro tempo do meia Wagner e do atacante Rafael Silva, gerou uma reação de incomodo nos substituídos Dalberto e Capixaba. O treinador explicou as mudanças pelo cansaço apresentado pela equipe após o duelo na Copa do Brasil.

— Os nossos homens da extremidade do campo têm um desgaste muito grande, porque percorrem uma distância larga no jogo. Têm que atacar e voltar para marcar. A ideia de refrescar foi importante, a gente tinha planejado isso também — afirmou Pintado, admitindo que o time ainda busca um jogador de referência para o comando de ataque:

— Nós temos jogadores que podem fazer essa função. Em determinados jogos, esse 9 mais de referência é importante. Não só eu, mas a diretoria tem procurado esse nome. Não é fácil achar esse homem que faça os gols que a gente precisa. Temos estudado, estamos procurando algumas opções a mais. Talvez essa seja a única característica que a gente não tem no grupo. Mas tenho certeza que a gente vai encontrar em algum momento para vir nos ajudar.

Leia Também
Projeto para prática de atividade física em ginásios é lançado pela Secretaria de Esportes e Lazer em Caxias do Sul



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros