Juventude perde pelo placar mínimo, mas está garantido nas oitavas de final da Copa do Brasil - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Vantagem embaixo do braço22/09/2020 | 21h04Atualizada em 22/09/2020 | 21h31

Juventude perde pelo placar mínimo, mas está garantido nas oitavas de final da Copa do Brasil

Alviverde acabou derrotado no jogo da volta, por 1 a 0, mas no agregado superou o CRB por 2 a 1 

Juventude perde pelo placar mínimo, mas está garantido nas oitavas de final da Copa do Brasil BRUNO FERNANDES/AGÊNCIA PIXEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: BRUNO FERNANDES / AGÊNCIA PIXEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Pioneiro
Pioneiro

O Juventude está nas oitavas de final da Copa do Brasil pelo segundo ano consecutivo. O time do técnico Pintado perdeu para o CRB, por 1 a 0, nesta terça-feira (22), mas o placar agregado terminou em 2 a 1 para o alviverde — que havia vencido o jogo de ida por 2 a 0. Com isso, o clube caxiense fatura a quantia de R$ 2,6 milhões e aguarda o sorteio das oitavas, quando entram as equipes que disputam a Libertadores, além dos campeões da Copa do Nordeste, Copa Verde e Série B.

O sorteio das oitavas de final do torneio nacional deve ser marcado assim que encerrar a quarta fase, que encerra na quinta-feira (24).

Leia mais
"Esquecendo" a vantagem, Juventude encara o CRB pela Copa do Brasil
KTO/Caxias Basquete contrata primeiro pivô para a temporada 2020/2021

O time alviverde jogou o primeiro tempo com a vantagem construída no Alfredo Jaconi embaixo do braço, tanto que o treinador iniciou a partida com o volante Marciel entre os titulares e o atacante Breno no banco de reservas. Deu a bola para o CRB e tentou matar o duelo em contragolpes. Só que faltou encontrar essa chance de gol nos 45 minutos inciais.

O CRB, na necessidade de virar o placar agregado, manteve mais a bola no seu campo ofensivo. Só que as chances não foram muitas. Aos seis, Jatobá pegou rebote de fora da área e chutou sem força. Melhor para Carné.

O Ju teve um arremate e para fora. Aos 20, Marciel chutou de longe e sem qualquer perigo. No minuto seguinte, Léo Gamalho conseguiu um cabeceio na direção do gol. Carné defendeu com tranquilidade.

O Colorado alagoano precisava de um gol nos primeiros 45 minutos e rondou a área. Aos 32, o CRB foi premiado. Léo Gamalho dominou na área, botou na frente de Wellington e foi tocado. O camisa 9 caiu e o árbitro mineiro Felipe Fernandes de Lima não teve dúvida: pênalti. O próprio Gamalho bateu e converteu: 1 a 0 CRB.

Depois do tento, os donos da casa reduziram o ritmo. Só aos 44, Dudu arriscou de fora da área e a bola passou à esquerda de Carné. O Ju pouco produziu.

A inatividade ofensiva da equipe alviverde fez Pintado modificar o time no intervalo. Breno entrou no lugar de Renato Cajá e Wagner substituiu o volante Marciel. As trocas deram efetividade aos seis. Wagner deu um passe rasteiro na velocidade de Breno. O atacante chutou rasteiro e o goleiro Victor Souza fez sua primeira defesa na partida.

Não só neste lance, mas o time caxiense começou a controlar as ações e incomodar a defesa adversária. Na segunda metade da etapa final, o CRB começou uma pressão mesmo que sem tanta organização.

Numa das poucas chances para o time alagoano, o atacante Luidy tentou um voleio dentro da área e a bola parou em Nery Bareiro. Aos 39, o atacante Darlisson, que havia recém ingressado na partida, tentou jogada individual e chutou para fora. Demonstrando o desespero do CRB.

Na reta final, o time de Marcelo Cabo arriscou de todas as formas . O Ju ainda deu duas faltas frontais para que os alagoanos arriscassem tudo. No último lance até o goleiro Victor Souza foi para área. Mas não adiantou.

Quem vibrou no final da partida foi o Juventude, que demonstra conhecer melhor os regulamentos da Copa do Brasil. Para chegar até às oitavas de final, o time de Pintado venceu apenas uma partida. De resto, quatro empates, uma vitória e uma derrota. O suficiente para faturar milhões e estar entre os 16 melhores.

FICHA TÉCNICA
CRB 1x0 Juventude (Agregado: 1x2)
Copa do Brasil - 4ª fase
Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL.

CRB: Victor Souza; Moacir, Gum, Reginaldo Júnior e Igor Cariús; Claudinei, Carlos Jatobá (Felipe Menezes, 30/2º) e Diego Torres; Luidy (Bill, 30/2º), Magno Cruz (Dudu, 17/1º) e Léo Gamalho. Técnico: Marcelo Cabo

JUVENTUDE:Marcelo Carné; Igor, Wellington, Nery Bareiro e Eltinho (Hélder, 46/2º); João Paulo, Gustavo Bochecha, Marciel (Wagner, int.) e Renato Cajá (Breno, int); Capixaba (Rafael Silva, 28/2º) e Dalberto (Gabriel Bispo, 38/2º). Técnico: Pintado.

Gols: Léo Gamalho, aos 32min, no primeiro tempo.
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima, auxiliado por Celso Luiz da Silva e Ricardo Junio de Souza (trio mineiro).
Amarelos: Léo Gamalho, Dudu (C); Renato Cajá, Igor, Wellington (J).

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros