Goleiro que será titular na estreia do Caxias tem Marcelo Pitol como referência - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Série D14/09/2020 | 16h23Atualizada em 14/09/2020 | 16h23

Goleiro que será titular na estreia do Caxias tem Marcelo Pitol como referência

André será o camisa 1 contra o São Caetano no próximo sábado (19)

Goleiro que será titular na estreia do Caxias tem Marcelo Pitol como referência Luiz Erbes/S.E.R. Caxias
Foto: Luiz Erbes / S.E.R. Caxias
Pioneiro
Pioneiro

Vai começar a Série D do Campeonato Brasileiro para o Caxias. Após o vice-campeonato gaúcho e alguns dias de espera, o time grená estreia no próximo sábado (19), às 18h, contra o São Caetano no Estádio Anacleto Campanella. Para esse jogo, dois atletas que vinham sendo titulares em boa parte dos jogos do Estadual estão suspensos - o goleiro Marcelo Pitol e o atacante Juninho Potiguar. 

Leia Mais
Intervalo: Caminho do Caxias bem arquitetado na semana de estreia na Série D
Histórias de torcedor: uma apaixonada pelo Caxias influenciada por gerações

Os dois cumprem suspensão automática pelo cartão vermelho na partida pela Copa do Brasil contra o Botafogo. Sem Pitol, o goleiro André receberá sua primeira oportunidade entre os titulares neste ano. 

— Meu primeiro jogo na temporada. Tenho trabalhado forte e esperando essa oportunidade faz tempo. E agora vou ter. Tenho a confiança do grupo e do professo Lacerda. Espero corresponder à altura para ajudar — disse o goleiro.

André, 26 anos, chegou ao Caxias na temporada 2018. Na oportunidade, foi reserva de Gledson e Lúcio. No ano passado, fez parte do elenco com Lee e Luis Cetin, no time campeão do Interior. No segundo semestre, estreou como titular na Copa Seu Verardi e disputou 14 partidas. Agora, receberá a oportunidade de substituir um atleta identificado com o Caxias e que é titular absoluto.

— O Pitol vem fazendo bons jogos. Foi eleito o melhor goleiro do Gauchão. O dia a dia é muito bom. Ele é parceiro e me ajuda muito. A convivência nossa é muito boa. Eu torço por ele e ele por mim. Eu considero ele como um ídolo para mim. Eu me espelho nele. Pela idade dele e a dedicação — revelou André. 

Para a estreia na Série D diante o São Caetano, além da mudança no gol, o Caxias terá que mudar um dos zagueiros em relação ao time que terminou o Gauchão. Laércio deixou o clube e assim o companheiro de Thiago Sales irá sera alterado. Maílson, Érick e, em breve, Rafael Goiano são as opções. 

— Claro que aconteceram mudanças, mas acredito que quem vai entrar tem totais condições de dar conta no recado. A gente está tendo um período muito bom para trabalhar — disse André.

Por fim, o goleiro comentou sobre a pressão pelo acesso do Caxias. Nas duas últimas temporadas, a equipe grená caiu nos jogos do acesso contra Treze-PB e Manaus. 

— A pressão sempre vai existir. No passado, não tivemos o êxito maior que era conquistar o acesso. Duas vezes batemos na trave. Creio que vai ter pressão, mas sabemos da competência de cada um e todos estão buscando — finalizou. 

Leia Também
Polícia investiga morte por tiro acidental em Vacaria
Cidadania integra coligação de Búrigo na disputa à prefeitura de Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros