Evasivo nas respostas sobre tática, Pintado valoriza objetivo alcançado pelo Juventude - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Copa do Brasil22/09/2020 | 22h25Atualizada em 22/09/2020 | 22h25

Evasivo nas respostas sobre tática, Pintado valoriza objetivo alcançado pelo Juventude

Equipe alviverde perdeu para o CRB, mas avançou às oitavas de final

Evasivo nas respostas sobre tática, Pintado valoriza objetivo alcançado pelo Juventude ITAWI ALBUQUERQUE/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: ITAWI ALBUQUERQUE / AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

A classificação do Juventude às oitavas de final da Copa do Brasil veio com sufoco. A derrota para o CRB, por 1 a 0, garantiu a passagem alviverde por conta do placar agregado. Mesmo que o time tenha apresentado um desempenho muito abaixo do que as partidas anteriores, o treinador Pintado esquivou dos questionamentos técnicos após a partida, ainda no Estádio Rei Pelé.

Leia mais
Juventude perde pelo placar mínimo, mas está garantido nas oitavas de final da Copa do Brasil

— Para mim, o que fica marcado e serve de lição é que conquistamos mais um objetivo. Tudo que era possível até esse momento a gente conquistou. Isso é um trabalho de muitas pessoas que trabalham aqui dentro e nesse momento prefiro valorizar essas pessoas que entregam o coração pelo clube — afirmou Pintado, que não falou sobre a mudança de postura que o time teve no segundo tempo, após a saída de Marciel e a entrada de Breno:

— O objetivo é mais importante que esses detalhes que vamos corrigir pouco a pouco. Claro que eu gostaria de sempre vencer o primeiro e o segundo tempo, mas um jogo difícil, que nós tínhamos que ter muita concentração. 

— Não faltou querer, não. Muito pelo contrário. A luta que a gente vem tendo. A gente não joga sozinho, tem um adversário que tinha seus objetivos. Aqui em Maceió o CRB é uma equipe forte também. Estou muito satisfeito com meu grupo.

Sobre a possibilidade de avançar ainda mais na Copa do Brasil, Pintado alimentou o sonho alviverde: 

— Nós temos responsabilidade, a gente não está pensando só nessa fase. O Juventude hoje é uma equipe que pensa maior, tem objetivos e tem trabalhado para isso. Temos essa responsabilidade com o nosso torcedor, com o clube e com a história. Temos que sonhar para ir em busca de mais. A gente vai trabalhar muito para isso. Temos que melhorar, a gente sabe também. Mas vamos em busca de mais. 

A escolha feita pela saída de Breno da formação inicial e a forma como as mudanças são feitas, também foi um ponto respondido evasivamente pelo treinador alviverde.

— Existem algumas situações que só eu sei. Nós que trabalhamos no dia a dia, sabemos de alguns detalhes dos atletas. Infelizmente, vocês (imprensa) não podem acompanhar o dia a dia pela pandemia e algumas informações acontecem muito próximo do jogo. O que tento fazer sempre é ser justo, tentando sempre acrescentar algo à equipe — disse o treinador, que reafirmou a confiança no seu trabalho e da equipe:

— Tenho muita consciência de tudo que faço. Tento ser sempre muito responsável nas trocas e substituições. Conheço os atletas do Juventude, eu sei a característica de cada um.  Se a gente perde em um detalhe, acaba acrescentando em outro. Não posso avaliar a equipe por 20 ou 25 minutos ruins ou só um primeiro tempo.

O Juventude segue em Maceió, onde encara no sábado (26), o CRB, pelo Campeonato Brasileiro da Série B.

Leia também
Aprovada isenção do IPTU a aposentados, pensionistas e inativos em Caxias do Sul


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros