Centroavante do Caxias projeta reencontro com o seu ex-clube pela Série D do Brasileirão - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Em Pelotas29/09/2020 | 16h11Atualizada em 29/09/2020 | 16h11

Centroavante do Caxias projeta reencontro com o seu ex-clube pela Série D do Brasileirão

Giovane Gomez irá enfrentar a equipe em que se destacou em 2018 e 2019

Centroavante do Caxias projeta reencontro com o seu ex-clube pela Série D do Brasileirão Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Na próxima quinta-feira (1), às 15h, o Caxias terá o terceiro jogo pela Série D do Campeonato Brasileiro. O confronto diante do Pelotas, no Estádio Boca do Lobo, marcará o reencontro do centroavante Giovane Gomez com um clube onde foi goleador. Em 2018, o camisa 9 marcou sete gols na campanha do acesso do Lobo ao Gauchão. Na temporada seguinte, ele foi artilheiro da equipe áureo-cerúlea na Copa Seu Verardi, com 11 gols. 

Leia Mais
Lateral-direito do Caxias realiza exame e não apresenta lesão muscular
Armador argentino e ala que estava no Paulistano reforçam o KTO/Caxias do Sul Basquete

— É uma emoção jogar contra um clube que eu fiz história. Estive cinco anos jogando pelo Pelotas, então dá aquele frio na barriga, mas é normal. É o meu trabalho. Quero ajudar aqui e se tiver quer fazer gol, vou fazer. Conheço bem e o caminho da rede lá em Pelotas, espero ajudar o Caxias e marcar — afirmou Giovane Gomez.

Se no Pelotas, ele foi artilheiro, no Caxias, ele busca trilhar o mesmo caminho. Mesmo com os dois gols na primeira partida como titular, Giovane Gomez é contido no discurso e não chama a responsabilidade de um possível protagonismo durante a campanha da equipe grená na Série D. 

— Isso não é só eu, é a equipe toda. Não só posso levar o protagonismo, mas o grupo pode levar isso. Se a gente conquistar o acesso, não vai ser só eu e sim o elenco todo. Estamos treinando para isso. A Série D tem muitos jogos e o importante é buscar pontos, então estamos treinando forte para somar eles tanto em casa, como fora — comentou.

Na partida contra o São Caetano, na estreia, Giovane começou no banco e entrou no segundo tempo no lugar de Marcelo Campanholo. Já diante do Tubarão, recebeu a oportunidade da titularidade e logo marcou dois gols. Um belo cartão de visitas. No entanto, não é garantia de cadeira cativa no ataque do Caxias. 

— Isso vai depender do Lacerda. Importante que quando o jogador faz gol, ele fica mais empolgado, ganha ritmo de jogo. Então acredito, que vou ganhando confiança para seguir ajudando — finalizou. 

Leia Também
Prefeitura de Caxias do Sul confirma 138ª morte por coronavírus 


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros