Juventude vence a segunda seguida e mantém 100% de aproveitamento na Série B - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Invicto11/08/2020 | 21h13Atualizada em 11/08/2020 | 21h25

Juventude vence a segunda seguida e mantém 100% de aproveitamento na Série B

Equipe do técnico Pintado conseguiu a vitória diante do Sampaio Corrêa, por 1 a 0, no Maranhão

Juventude vence a segunda seguida e mantém 100% de aproveitamento na Série B Lucas Almeida/Sampaio Corrêa,Divulgação
Foto: Lucas Almeida / Sampaio Corrêa,Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

O time do Juventude fez dois tempos distintos no Estádio do Castelão, em São Luís (MA). Depois de sofrer uma pressão forte do Sampaio Corrêa, nos 45 minutos iniciais, o time alviverde fez valer o ditado "quem não faz, leva" na etapa final. João Paulo fez o único gol da partida, em cobrança de pênalti, e garantiu os três pontos ao Ju, nesta terça-feira (11). O time do técnico Pintado venceu a segunda consecutiva na Série B.

Na próxima rodada, a equipe alviverde encara o Paraná, sexta-feira (14), em Curitiba (PR). 

Leia mais
CBF define data de jogo do Juventude pela Copa do Brasil
Direção do Juventude confirma empréstimo de lateral-esquerdo para o Boa Esporte

O primeiro tempo teve Marcelo Carné como o principal personagem no Estádio do Castelão. O goleiro do Juventude salvou a equipe em três oportunidades e quando foi driblado, o zagueiro Augusto conseguiu impedir o tento adversário. No ataque, a equipe alviverde teve poucas conclusões, nenhuma que levasse perigo.

O atacante Dalberto teve a primeira finalização da partida. Aos três, ele chutou do bico direito da grande área e Gustavo fez a defesa. Logo após, o time alviverde conseguiu balançar a rede. Cajá cobrou falta da esquerda e Gabriel Bispo colocou na rede. No entanto, ele estava em posição irregular e o impedimento foi marcado.

Depois, o Sampaio Corrêa achou espaços, atacou e não conseguiu transformar em vantagem seu volume ofensivo. Aos 10, Jackson ficou cara a cara com o goleiro alviverde, melhor para Carné. Aos 13, Gustavo Ramos recebeu nas costas da zaga, perdeu tempo no domínio e na finalização o goleiro defendeu.

Dez minutos depois, Daniel Penha chutou da entrada da área e o Camisa 1 defendeu de novo. Aos 27, o time maranhense criou sua melhor oportunidade. Eloir foi lançado pelo lado direito, nas costas da defesa. Ele driblou o goleiro e na conclusão o zagueiro Augusto se atirou na frente da bola, salvando a equipe alviverde.

O Ju só foi criar uma oportunidade aos 35. Bochecha recebeu na esquerda da área, perdeu tempo no domínio e na conclusão chutou em cima da marcação. Num primeiro tempo de predomínio da Bolívia Querida, o time alviverde saiu no lucro com o empate sem gols.

No retorno do segundo tempo, o jogo começou mais estudado. Numa escapada do Ju aos sete, Breno passou pelo zagueiro e foi derrubado na área. Pênalti. João Paulo fez a cobrança, deslocou o goleiro e marcou o gol para abrir o marcador: 1 a 0 Ju.

Com vantagem no placar, a equipe do técnico Pintado recuou as linhas e fechou as portas para as investidas do time maranhense.

Exceto por bolas paradas, o Sampaio não conseguiu se aproximar de Marcelo Carné como ocorreu na etapa inicial da partida. Aos 32, Cajá conseguiu recuperar uma bola no campo ofensivo, tentou o chute e colocou para fora.

Num segundo tempo tranquilo e de velocidade bem mais reduzida, o Juventude saiu com a segunda vitória consecutiva na Série B.

FICHA TÉCNICA
Sampaio Corrêa 0 x 1 Juventude
2ª rodada da Série B
Estádio do Castelão — São Luís (MA)

SAMPAIO CORRÊA: Gabriel; Joazi (Luís Gustavo, 34/2º), Paulo Sérgio, Daniel Felipe e João Victor; André Luiz, Eloir, Daniel Penha (Marcinho, 15/2º); Gustavo Ramos (Diego, 23/2º), Jackson (Caio Dantas, 15/2º) e Roney (Luan, 15/2º). Técnico Léo Condé.

JUVENTUDE: Marcelo Carné; Luis Ricardo, Augusto, Reynaldo e Hélder; Gabriel Bispo, João Paulo; Gustavo Bochecha (Marciel, 25/2º) e Renato Cajá (Samuel Santos, 43/2º); Breno (Roberto, 25/2º) e Dalberto (Gabriel Terra, 39/2º). Técnico Pintado.

Gols: João Paulo (J), aos 8min, no segundo tempo.
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli, auxiliado por Fernanda Gomes Antunes e Frederico Soares Vilarinho (trio de Minas Gerais).
Amarelos: Paulo Sérgio (S); João Paulo (J).

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros