Do acesso às competições nacionais: Esportivo confirma 2020 histórico - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Gauchão30/07/2020 | 16h29Atualizada em 30/07/2020 | 16h29

Do acesso às competições nacionais: Esportivo confirma 2020 histórico

Trabalho vitorioso teve início em 2019 com o retorno à primeira divisão

Do acesso às competições nacionais: Esportivo confirma 2020 histórico Kévin Sganzerla/Clube Esportivo
Jogadores e comissão técnica festejam vitória por 3 a 2 no Estádio Alfredo Jaconi Foto: Kévin Sganzerla / Clube Esportivo

O 2020 é um ano histórico para o Esportivo. A equipe de Bento Gonçalves está na semifinal do segundo turno do Campeonato Gaúcho. Além da classificação, o alviazul garantiu  calendário nacional na próxima temporada. Em 2021, o Tivo estará na Série D do Campeonato Brasileiro e, depois de 13 anos, retorna à Copa do Brasil. A única participação na competição de mata-mata foi em 2005, quando foi eliminado para o Fluminense na segunda fase. 

Leia Mais
"Foi uma virada histórica para o Esportivo", comemora técnico Carlos Moraes
Esportivo na primeira divisão: os números do acesso alviazul

Além disso, o time treinado por Carlos Moraes já tem no mínimo o titulo do Interior, caso não seja campeão do segundo turno do Gauchão. O alviazul ficou em quarto na classificação geral do Estadual, com 19 pontos. A última vez que o Esportivo foi campeão do interior foi em 1987. Portanto, 2020 realmente entra para a história do clube.

— O sentimento é inexplicável. No ano que retornamos, era o centenário do clube e tinha a cobrança e conseguimos. Neste ano, a primeira meta era a permanência. O segundo objetivo era uma Série D e Copa do Brasil com calendário nacional Um título do interior que marca todo mundo. É algo que estamos radiantes — afirmou o zagueiro Cleiton,autor do gol da virada sobre o Juventude, em entrevista ao programa Show dos Esportes, na Rádio Gaúcha Serra.

No entanto, o 2020 histórico começou em 2019. No ano passado, o Esportivo completou 100 anos. E depois de cinco temporadas de lutas e disputas, conseguiu voltar à primeira divisão do futebol gaúcho. 

— As duas conquistas têm um peso grande. A Divisão de Acesso é muito disputada e não foi fácil. Temos que valorizar quem participou. Alguns permaneceram, outros não. Agora, no Gauchão tem um nível maior de contratações, de investimento dos clubes e adversários, a dificuldade aumenta. Valoriza muito mais a nossa conquista — celebrou Cleiton, que é um dos remanescentes do Acesso.

Além dele, ficaram para a atual temporada após o acesso à elite, os goleiros Bruno e Jonatas, o lateral-direito Bovi, o zagueiro Gullithi, o lateral-esquerdo Xaro, o volante Robert e o meia Diogo. Portanto, oito continuaram. A comissão técnica também seguiu com Carlos Moraes como treinador, Márcio Ebert de auxiliar-técnico e Gustavo Corrêa na preparação física. O auxiliar Everson Aguiar e preparador de goleiros Diego Quadros chegaram nesta temporada. 

Até a conquista do acesso no ano passado, sem contar os jogos finais contra o Ypiranga, foram 18 partidas. O retrospecto, teve nove vitórias, seis empates e três derrotas, um aproveitamento de 61,1%.  Agora, no Gauchão, até o momento foram 11 jogos, cinco vitórias, quatro empates e somente duas derrotas, com 58% de aproveitamento. Números de uma equipe que se acostumou a vencer, pensando em uma semifinal que promete ser ainda mais difícil.

— As conquistas dão mais segurança, confiança, o time acredita mais. Sabemos da grandeza do Inter. Enfrentamos eles e empatamos em um jogo muito difícil. Agora, temos a semifinal. A vantagem e o favoritismo é deles. Mas, vamos confiantes e sabendo que é possível passar para final — concluiu Cleiton.

Feito com remanescentes 

Esportivo está na Série e Copa do Brasil 2021. Na foto, zagueiro Cleiton.<!-- NICAID(14557022) -->
Cleiton marcou o gol da vitória contra o JuventudeFoto: Kévin Sganzerla / Clube Esportivo

A vitória do Esportivo, 3 a 2, de virada contra o Juventude, tem toda uma simbologia para o time alviazul. Após 33 anos, o Tivo conseguiu vencer o Juventude no Estádio Alfredo Jaconi, além de confirmar as vagas para as competições nacionais e a chance de seguir vivo no Gauchão. 

No entanto, o gol da vitória, das vagas e da classificação, tem participação direta de dois remanescente de 2019. O meia Diogo cruzou e o zagueiro Cleiton fez de cabeça. 

— Para o Esportivo, para mim, para nós jogadores, para toda a comunidade, foi muito importante. Para mim, especial fazer um gol dessa importância e num momento como isso. Antes da falta, falei para o Diogo me procurar na área. Eu consegui pegar um tempo muito bom na bola e fiz o gol — finalizou Cleiton.

Leia Também
Preso oferece R$ 10 mil a agente penitenciário para ter celular em cadeia de Caxias do Sul
Prefeitura de Vacaria confirma a 10ª morte causada por complicações do coronavírus

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros