Capitão em 2000 recorda cena marcante de título com o Caxias   - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Na memória21/06/2020 | 11h02Atualizada em 21/06/2020 | 11h02

Capitão em 2000 recorda cena marcante de título com o Caxias  

Ex-zagueiro Paulo Turra eternizou imagem em avião que conduziu a delegação

Capitão em 2000 recorda cena marcante de título com o Caxias   Gilmar Gomes/Agencia RBS
Foto: Gilmar Gomes / Agencia RBS

O Caxias foi campeão gaúcho no dia 21 de junho de 2000. Um feito inédito. Neste domingo (21), o clube comemora 20 anos de uma conquista marcada na  história e um dos personagens marcantes é o capitão Paulo Turra.

Leia Mais
Jogos marcantes: Caxias goleia o Grêmio e fica próximo do título gaúcho
QUIZ: teste seus conhecimentos sobre personagens do Caxias  

Na época, o ex-zagueiro foi o escolhido pelo técnico Tite para ser o seu representante dentro de campo. Turra levantou a taça de campeão gaúcho, mas uma imagem ficou marcada na chegada em Caxias do Sul. No retorno à cidade, na chegada do voo fretado, na madrugada de quarta para quinta-feira, o ex-jogador foi até a cabine do comandante e, pela janela, tremulou uma bandeira do Caxias.

- Não foi nada planejado. Quando nós chegamos em Caxias, era duas da madrugada. Eu era o capitão e o pessoal começou a falar, baseado na atitude do Romário em 94, e eu prontamente topei a ideia, fui lá. O comandante foi muito legal, abriu a janela e lá fui eu. Realmente ficou eternizado, porque no dia seguinte saiu na capa do Jornal Pioneiro. É uma imagem marcante para mim e para o Caxias. A cada ano que passa, mais saudade e mais coisas são lembradas daquela conquista - lembra Turra. 

Atualmente, Turra trabalha como auxiliar do técnico Felipão e também já foi treinador. Em 2000, era o zagueiro de uma equipe muito qualificada e com vários destaques individuais. 

- A primeira coisa que vem a cabeça é a honra e o prazer de fazer parte daquele grupo que o Caxias montou. O nosso ambiente era muito legal, cordial, de muita amizade, era familiar. Por isso, aliado a qualidade do nosso plantel, que nós conquistamos esse título inédito e inesquecível para toda a torcida do Caxias - disse o ex-zagueiro.

O Caxias superou o Grêmio, na época com uma parceria milionária com a ISL, que proporcionou a contratação de grandes nomes como Zinho, Amato e Astrada. Sem contar o craque oriundo da casa, chamado Ronaldinho. O favoritismo era todo do time tricolor. 

- Isso é natural. O Grêmio com todo o investimento que tinha. O salário de um jogador do Grêmio, como o Zinho, pagava toda a nossa folha. Isso é normal. Nós sabíamos do nosso potencial por ser um grupo que jogava junto há algum tempo. Nós confiávamos uns nos outros. Tínhamos um padrão de jogo definido. No jogo de ida, no meio da semana, eu lembro que o Ronaldinho tinha sido convocado para a Seleção pela primeira vez pelo Vanderlei Luxemburgo - finalizou Turra.

Leia Também  
QUIZ: você conhece os estrangeiros que passaram pelo Caxias?
Quiz: que jogo do Caxias foi esse?
Quiz: você conhece esses jogadores que vestiram a camisa do Caxias?  


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros