"Se não pudermos reabrir, 90% das quadras esportivas fecharão", diz representante do setor em Caxias do Sul - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

No aguardo28/05/2020 | 16h30Atualizada em 28/05/2020 | 18h24

"Se não pudermos reabrir, 90% das quadras esportivas fecharão", diz representante do setor em Caxias do Sul

Nova reunião aconteceu nesta quinta-feira (28) na prefeitura

"Se não pudermos reabrir, 90% das quadras esportivas fecharão", diz representante do setor em Caxias do Sul Gusthavo Vieira/Divulgação
Nova reunião aconteceu nesta quinta-feira (28) na Prefeitura Foto: Gusthavo Vieira / Divulgação

Uma nova reunião entre a comissão composta por proprietários de quadras esportivas de Caxias do Sul e a prefeitura aconteceu nesta quinta-feira (28).  O objetivo foi conversar, outra vez, sobre o retorno das atividades. Um plano de ação para retomada e reabertura gradual dos estabelecimentos com medidas de prevenção será analisado pelo Conselho Regional de Educação Física do Rio Grande do Sul (CREF2/RS) e, posteriormente, será apresentado à gestão municipal. 

Leia Mais
Donos de quadras esportivas pedem reabertura dos seus estabelecimentos em Caxias do Sul

A Prefeitura também aguarda a mudança de bandeira de Caxias do Sul, da laranja para a amarela, para dar sequência ao processo de flexibilização das quadras esportivas na cidade. 

- Fizemos um documento com todas as medidas para retomada das atividades. O CREF irá nos ajudar e analisar. Depois, vamos levar novamente na prefeitura com assinatura de um responsável técnico credenciado pelo CREF para ter validação o documento. A prefeitura não nos deu data de retorno ainda - disse Guilherme Rech, um dos representantes das quadras, que completou com a preocupação dos proprietários:

- O prefeito ficou de conversar com o governador sobre nossa pauta. Precisamos retornar. Se não voltar, infelizmente, 90% das quadras de Caxias do Sul irão fechar e vão acabar sucumbindo à pandemia. Serão empreendimentos que irão fechar, com investimento alto e que geram bastante empregos. As quadras de Caxias são referência na nossa região e vão acabar sucumbindo se não tiver uma retomada logo, porque são 70 dias sem trabalhar.

O Conselho Regional de Educação Física do Rio Grande do Sul já está com o documento que apresenta medidas de prevenção, como sugestão, para análise e considerações da gestão municipal. O órgão irá estudar se todos os protocolos podem ser colocados em prática e se apresentam segurança para envolvidos. 

- O CREF chancelou o documento de sugestões de medidas preventivas para abertura das academias. Foi solicitado na reunião a análise e viabilidade do CREF chancelar também para as quadras esportivas. Estamos analisando esse documento. Precisamos comprovar que todas as medidas são cabíveis de serem tomadas e se serão seguras aos praticantes e, principalmente, se são orientados por profissionais de educação física habilitados - disse Carla Pretto, presidente do Conselho Municipal do Desporto (CMD) de Caxias do Sul e conselheira do CREF2/RS.

Participaram da reunião nesta quinta: o prefeito Flávio Cassina, o vice Elói Frizzo, o Secretário de Urbanismo João Uez, o Secretário do Esporte e Lazer Gabriel Citton, a presidente do Conselho Municipal do Desporto (CMD) de Caxias do Sul e conselheira do CREF2/RS Carla Pretto e o representante do vereador Paulo Perico, Gusthavo Vieira. 

Além deles, os proprietários das quadras esportivas Guilherme Rech, da Rech7 Futebol Society, Lucas Berhm, Boleiros,  Thiago Alberto Bagattini - Planeta bola/Lazzaroto, Márcio Antônio Bueno Fogaça, MF Futsal, Joana Regina Franz Maehler, Arena Pio X, e Giovani Frosi, Complexo da Bola.

Leia Também
Samae investe mais de R$ 160 mil para serviço subaquático em represas de Caxias


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros