Esportivo adere à medida provisória para redução de carga horária e salários dos funcionários - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Ação financeira11/05/2020 | 18h21Atualizada em 12/05/2020 | 09h04

Esportivo adere à medida provisória para redução de carga horária e salários dos funcionários

Clube definiu situação para ajudar neste momento de crise econômica

Esportivo adere à medida provisória para redução de carga horária e salários dos funcionários Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

O Esportivo irá incluir os seus funcionários na Medida Provisória (MP) 936, do Governo Federal, que permite redução de carga horária e salários num período de até três meses. A ação do clube prevê redução de 50% ou de 70% para todos os seus colaboradores.

Leia Mais
Novo decreto estadual permite treinos com restrições e prefeitura discute situação em Caxias do Sul

A alternativa foi buscada pela indefinição quanto ao retorno das competições no departamento profissional e amador e para manter a saúde financeira do clube.

— Eu sou gestor e muito responsável. Os salários e contas estão em dia, mas se perdurar mais tempo, nós vamos perder a gestão financeira. O clube vai aderir ao plano do Governo Federal de redução de jornada - disse o presidente Laudir Piccoli.

Um acerto já havia sido encaminhado com os atletas, mas sem ser incluídos na MP 936. Na expectativa do possível retorno do Campeonato Gaúcho quando passar a pandemia do coronavírus, a direção do clube de Bento Gonçalves renovou os contratos dos jogadores em abril com uma  redução de 70% na folha salarial.

Leia Também
Paola Delazzeri participa de live do Nós Todo Festival, nesta quarta


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros