Intervalo: Juventude entrega muito menos do que se esperava dele no início da temporada - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião11/03/2020 | 23h45Atualizada em 11/03/2020 | 23h45

Intervalo: Juventude entrega muito menos do que se esperava dele no início da temporada

Contra o América-RN, Marquinhos Santos viu uma superioridade que não existiu

Intervalo: Juventude entrega muito menos do que se esperava dele no início da temporada Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Após a entrevista do técnico Marquinhos Santos, fiquei com a clara sensação de que não acompanhamos a mesma partida na noite de quarta-feira. O Juventude não amassou o adversário, como disse o treinador, tampouco empinou o campo na segunda etapa. A equipe potiguar não fez um ferrolho. Marcou de forma correta, mas também cedia espaços bem mais generosos do que os rivais do Gauchão.

Leia Mais
Marquinhos Santos ressalta mudança de atitude de jogadores do Juventude: "Hoje foi o jogo da virada"
Marciel muda jogo no segundo tempo, e Juventude busca empate contra América-RN

O time alviverde foi, mais uma vez, uma equipe sem força. Com problemas e, o pior, sem aparentar ter encontrado alternativas para reagir tão cedo. Contra um limitado América-RN, o Papo até criou mais do que em partidas anteriores, mas isso acabou não sendo suficiente para fazer um bom jogo. Com Cajá de falso 9, a equipe de Marquinhos foi inofensiva na primeira etapa. Pior que isso, viu o rival sair na frente.

O ambiente, que ja era tenso, só piorou. O treinador alviverde corrigiu a formação inicial com a entrada de Bruno Nunes. Cajá voltou para a criação, só que aí pesou o momento delicado e a pressão. A bola teimava em não entrar e o gol só saiu com Iago, na reta final da partida. E é bom deixar claro que o rival também poderia ter ampliado.

As vaias ao final do jogo e durante boa parte do confronto foram justas. O Juventude entrega muito menos do que se esperava no início da temporada. No Gauchão vai precisar se desdobrar para evitar a queda. Na Copa do Brasil, o confronto está em aberto, mas para avançar também terá de se superar. 

Tomara que, realmente, o jogo contra o América seja o da virada. Mas, para isso, o Juventude precisará mostrar bem mais do que disposição e qualidade individual.

Leia Também
Paciente com coronavírus veio da Itália e continua isolado em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros