"Estamos buscando algo grande para as nossas vidas", diz volante do Caxias - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Gauchão 202013/03/2020 | 05h00Atualizada em 13/03/2020 | 05h00

"Estamos buscando algo grande para as nossas vidas", diz volante do Caxias

Yuri será titular na equipe grená diante do Novo Hamburgo, no domingo (15)

"Estamos buscando algo grande para as nossas vidas", diz volante do Caxias Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

O volante Yuri ganhará sua terceira oportunidade como titular na equipe do Caxias diante do Novo Hamburgo, domingo (15), no Estádio Centenário, pela terceira rodada do returno do Gauchão. Contratado para ser uma referência e liderança da equipe, o paranaense perdeu espaço entre os titulares ao término da pré-temporada, mas exerce seu papel como um 12º jogador da equipe — em 10 partidas no ano, ele participou de sete. 

Yuri tem um currículo muito bom. Desde 2013, ele ganha ou é vice-campeão de algum torneio regional, além de ter acessos no Campeonato Brasileiro. Uma característica que foi fundamental na sua contratação, já que essa experiência auxilia em momentos decisivos. E deste histórico, ele também vê semelhanças com os clubes em que teve o êxito de um título.

— Sendo campeão desde 2013, tive sorte de participar de grandes grupos e ter grandes treinadores. Acho que a montagem do elenco é o grande segredo. Tem que encaixar as peças e gerar essa energia que te joga para cima sempre. Isso é primordial. Estou vendo com bons olhos esse time e acho que poderemos marcar na história — projeta o volante.

Leia mais
Com várias mudanças, reservas ganham chance entre os titulares do Caxias
Caxias faz promoção para as mulheres no jogo contra o Novo Hamburgo

Esse bom ambiente é que parece ser a chave para o time se manter como a terceira melhor campanha no geral e ainda já estar garantido na final do Gauchão 2020, após o título da Taça Ewaldo Poeta. Segundo Yuri, o time é experiente o suficiente para não deixar aparecer algum salto alto ou um clima de trabalho concluído antes da hora. O perfil dos atletas é por algo a mais.

— A confiança vem naturalmente e vamos nos manter com pés no chão, tanto que nossos jogos são sempre de 1 a 0 ou 2 a 1 e alguns até no sufoco. Mas nosso time está sempre muito concentrado e com uma defesa sólida, tanto que praticamente não sofremos gols de bola parada em um Campeonato Gaúcho. Tem que manter esse foco até o final e chegar brigando — ressalta o meio-campista.

Esta é a meta, brigar até pelo título da Taça Francisco Novelletto. E para seguir com chances, a partida contra o Novo Hamburgo é de fundamental importância. O Caxias quer estar na semifinal do segundo turno e a projeção para chegar entre os dois está bem alta. As equipes da chave B estão tendo superioridade aos rivais do outro lado e perder pontos em casa podem ser definitivos ali na frente. 

Dentro deste contexto, o discurso do volante Yuri mostra bem que o time está focado para realizar esta meta. Tanto que quem entrar na partida deste domingo (15), não pode nem pensar em comprometer. Se querem marcar os seus nomes na história, será preciso estar no top 2.

— Nós temos que aproveitar muito isso que estamos vivendo aqui, porque faltam poucos jogos para acabar a primeira fase, um mês e pouco para final. Não serão todos (jogadores) que estarão na Série D. Não podemos deixar cair, acho que estamos buscando algo grande para as nossas vidas e pode ser o grande momento das nossas carreiras. Quando parar, poderemos lembrar desses momentos — afirma o volante.

Leita também
Agências de turismo de Caxias do Sul têm queda de faturamento devido ao coronavírus

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros