Com prejuízo milionário, Caxias aguarda reunião com clubes para definir futuro  - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Coronavírus25/03/2020 | 17h08Atualizada em 25/03/2020 | 17h08

Com prejuízo milionário, Caxias aguarda reunião com clubes para definir futuro 

Direção não descarta antecipar férias dos jogadores grenás

Com prejuízo milionário, Caxias aguarda reunião com clubes para definir futuro  Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O momento é de muitas perguntas e poucas respostas. Neste cenário, o Caxias aguarda a reunião, por videoconferência, que ocorrerá nesta quinta-feira (26), com os presidentes dos clubes do Campeonato Gaúcho e representantes da Federação Gaúcha de Futebol (FGF). A partir dessa discussão, o clube irá definir o seu futuro. 

  — Até amanhã ao final da tarde, devemos ter uma definição. Conversamos em conjunto, vamos ter uma reunião e parece que as coisas vão andar. Vamos conversar com os clubes e com o presidente da Federação  — disse Paulo Cesar Santos, presidente do Caxias. 

Leia Mais
Ex-Caxias comenta demora na paralisação do futebol australiano

Mesmo sem um estudo aprofundado e específico ainda, devido as indefinições de calendário, patrocinadores, entre outras situações, o Caxias já calcula um prejuízo milionário sem a continuidade do Campeonato Gaúcho.

  — Eu acredito, sinceramente, entre patrocínios, renda de semifinal de turno e mais as finais do campeonato, no mínimo R$ 1 milhão a R$ 1,5 milhão de prejuízo  — disse o presidente grená.

O Caxias não descarta antecipar as férias dos atletas. Porém, qualquer definição quanto a isso depende do posicionamento da FGF e dos clubes quanto à manutenção da paralisação do Gauchão. Além disso, a discussão da possibilidade de diminuição salarial dos atletas, pode ser colocada em pauta, devido à dificuldade fincanceira.

  — Vamos conversar passando a realidade do clube. Isso sim. Vamos tentar achar junto com eles, o melhor caminho. Estamos nos prepararando para a posssibilidade de dar férias antecipadas também. Porém, tudo vai depender da reunião  — avaliou o presidente, que já pediu um levantamento detalhado das despesas e receitas do clube para enxugar os gastos:

  — Reduzir despesas onde não se tem receita. Temos que pensar nisso, em todos os setores do clube. Vamos ter que fazer um pente fino interno e avaliar todas as possibilidades. Já pedi esse levantamento e isso vai ser feito.

Leia Também
Primeiro caso confirmado de coronavírus em Garibaldi, jogador de futsal lamenta preconceito e fake news

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros