Caxias vence o São Luiz em Ijuí e segue invicto na Taça Francisco Novelletto Neto - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Gauchão09/03/2020 | 21h39Atualizada em 10/03/2020 | 14h42

Caxias vence o São Luiz em Ijuí e segue invicto na Taça Francisco Novelletto Neto

Confronto ficou marcado por ato de racismo no final da segunda etapa

Caxias vence o São Luiz em Ijuí e segue invicto na Taça Francisco Novelletto Neto Lucas Dornelles/São Luiz/Divulgação
Foto: Lucas Dornelles / São Luiz/Divulgação

O Caxias conseguiu mais um grande resultado no Campeonato Gaúcho. Em um confronto difícil diante do São Luiz, em Ijuí, o time comandado pelo técnico Rafael Lacerda buscou uma vitória por 2 a 1 na noite desta segunda-feira (9). Com o resultado, o grená manteve a invencibilidade na Taça Francisco Novelletto Neto, com quatro pontos. 

Na próxima rodada, o Caxias recebe o Novo Hamburgo no Estádio Centenário. Diogo Oliveira, Ivan e Gilmar, que receberam o terceiro cartão amarelo, não encaram o Noia e estarão à disposição no clássico Ca-Ju, no dia 22 de março.

Leia mais
Em duelo de concentração e motivação, Caxias enfrenta o São Luiz

O Caxias começou com intensidade para cima do São Luiz. E assim, a equipe grená logo abriu o marcador. Aos 13 minutos, Ivan cobrou falta pelo lado esquerdo, o goleiro Lúcio bateu roupa e Bruno Ré empurrou para o fundo da rede: 1 a 0 Caxias.

O gol não tirou o ímpeto do time de Lacerda. E nem de Ivan. Aos 19, o lateral-direito arriscou de longe e Lúcio novamente não segurou firme na primeira, mas agarrou na segunda. Aos 22, nova cobrança de falta do camisa 2 grená. A bola buscava o ângulo esquerdo, mas o goleiro espalmou.

Aos 29, a chance mais clara após o gol do Caxias. A defesa do São Luiz errou na saída e Tilica  encobriu Lúcio. Samuel Balbino salvou, mas a bola se apresentou novamente para o atacante grená, que errou.

A resposta aos desperdícios grenás veio aos 35. Duda cruzou, a defesa do Caxias cortou parcialmente, mas Elias aproveitou o rebote e empatou com um chute forte cruzado: 1 a 1.

No segundo tempo, o Caxias demorou a acordar. Entre as principais chances do time da casa, Carrilho aproveitou rebote de escanteio e finalizou para defesa de Pitol, aos seis minutos. A primeira oportunidade grená veio aos 11, Tilica ajeitou para Gilmar, que finalizou para a defesa de Lúcio.

Aos 13 minutos, o momento era do São Luiz, mas a qualidade de Diogo Oliveira fez a diferença. O meia recebeu na intermediária driblou o marcador e, de pé esquerdo, acertou um chutaço que acertou o ângulo de Lúcio: 2 a 1.

Na sequência, Gilmar quase ampliou após passe de Ivan. Aos 22, foi Vinícius Baiano quem arriscou, em chute que saiu pela direita do gol do Rubro. Depois, aos 29, Gilmar aproveitou cruzamento de Ivan e quase ampliou.

Aos 39 minutos, pouco tempo depois de ser substituído, o atacante do Caxias Tilica disse ter ouvido injúrias raciais vindas da arquibancada do 19 de Outubro. O jogador grená foi para cima dos torcedores para tirar satisfação e recebeu cusparadas de pessoas presentes naquele setor do estádio do São Luiz. Uma confusão generalizada se formou e o jogo foi interrompido por conta da desinteligência que se formou, inclusive com o policiamento sendo chamado. O confronto só retornou seis minutos depois.

O São Luiz tentou ainda, no desespero, aos 47. Rafael Carrilho cobrou falta rasteira, mas a defesa grená mandou para escanteio. Porém, após mais de 10 minutos de acréscimo, o Caxias comemorou o quarto jogo consecutivo sem derrota no Estadual.

Ficha técnica
Gauchão 2020 - Taça Francisco Novelletto Neto
Estádio 19 de Outubro - Ijuí/RS
São Luiz 0x1 Caxias
Gol: Bruno Ré (C), aos 13min, e Elias (S), aos 35min, no primeiro tempo, Diogo Oliveira (C), aos 13min do segundo tempo
Amarelos
: Diogo Oliveira, Jean Carlos, Gilmar, Ivan, Vinícius Baiano (C), Jadson, Ramon(S).

São Luiz
Lúcio, Sílvio, Ramon e Jadson (Lucas Crispim, 15/2°); Duda, João Paulo, Tássio (Rafael Carrilho, 11/2°), Jean Carlo e Samuel Balbino (Lucas Carvalho,30/2°); Elias e Michel. Técnico: Picoli

Caxias
Marcelo Pitol; Ivan, Jean Carlos, Thiago Sales e Bruno Ré; Juliano, Carlos Alberto; Tilica (Juninho Potiguar, 37/2°), Diogo Oliveira (Felipe Tontini, 33/2°) e Bruninho (Vinícius Baiano, 17/2°) ; Gilmar. Técnico: Rafael Lacerda.

Leia Também
Jogos da categoria sênior abrem a Copa União de Clubes 2020


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros