"Talvez poucos acreditassem que a gente fosse chegar", diz técnico do Caxias sobre a final - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Gauchão 202020/02/2020 | 22h09Atualizada em 20/02/2020 | 22h09

"Talvez poucos acreditassem que a gente fosse chegar", diz técnico do Caxias sobre a final

Rafael Lacerda e Jeferson Ribeiro estiveram no programa Show dos Esportes nesta quinta (22)

"Talvez poucos acreditassem que a gente fosse chegar", diz técnico do Caxias sobre a final Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Caxias e Grêmio se enfrentam neste sábado (22), às 16h30min, no Estádio Centenário. A final da Taça Ewaldo Poeta definirá uma vaga na grande decisão do Gauchão 2020. Um momento único para o técnico grená, Rafael Lacerda. Em pouco tempo como treinador, ele já chega numa final e ressalta que tudo isso é fruto de muito trabalho

— A gente sabe que eu não faço nada sozinho, tem toda a comissão técnica. Por ser o comandante, por ser as nossas ideias, é muito bom. A gente se preparou para isso. Talvez poucos acreditassem que a gente fosse chegar, a gente fica chateado, mesmo não dando muita bola. Eu valorizo as pessoas que acreditavam — ressaltou o treinador em entrevista ao Show dos Esportes, nesta quinta-feira (20).

Leia mais
Organizadores convidam os atletas para participação em provas de rua na Serra

Mas será um adversário forte e favorito ao título. Lacerda não acredita que as dúvidas no adversário farão muita diferença na partida, até pela qualidade e o investimento do Tricolor. Entretanto, a equipe tem suas estratégias e aposta muito em jogar em casa.

— Quanto mais o Caxias tiver a bola, menos eles vão ter o 1 contra 1. Então, se nós conseguirmos equilibrar, ficar com a bola, vai dificultar para eles também — ressaltou o auxiliar Jeferson Ribeiro.

ASSISTA O PROGRAMA

Na entrevista ao Show dos Esportes, a comissão técnica grená ressaltou o espírito do grupo de jogadores como o grande diferencial para essa decisão. Um fato para essa final chamou a atenção, que foi a escolha pelo local da concentração.

— Estava tudo certo para irmos para o hotel. Aí, eu passei para os atletas na terça, e no percurso até chegar no campo (de treino) me chamaram e disseram q não queriam ir para o hotel. Eles não queriam porque a concentração do Caxias tem uma área de lazer e eles jogam carteado. Eu vi atletas que antes nem iam nessa sala, agora comandam a bagunça. Vou dizer o que? 'Vamos concentrar aqui então'. Eu adorei dar essa resposta — ressaltou Lacerda. 

Leia também
Motoristas de aplicativo homenageiam colega morto em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros