Juventude terá 20 dias sem jogos pelo Estadual para buscar soluções ofensivas - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Pausa obrigatória10/02/2020 | 17h12Atualizada em 10/02/2020 | 17h12

Juventude terá 20 dias sem jogos pelo Estadual para buscar soluções ofensivas

Eliminado no primeiro turno do Gauchão, clube aguarda definição da Copa do Brasil

Juventude terá 20 dias sem jogos pelo Estadual para buscar soluções ofensivas Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O Juventude tem uma intertemporada em meio ao Gauchão. Eliminado da taça Ewaldo Poeta, o time tem 20 dias que só podem ser interrompidos com um jogo de Copa do Brasil. A equipe encara o XV de Piracicaba — a data ainda não está definida, mas é possível que seja no dia 19 ou 26 de fevereiro — pela segunda fase, fora de casa. 

Ainda assim, o período vem em boa hora, já que o Papo sofreu nas primeiras cinco rodadas do Estadual. O time alviverde marcou apenas quatro gols, sendo que nenhum foi dentro do Alfredo Jaconi. Para completar, o time está um ponto à frente do Z-2 e saiu vaiado após a igualdade diante do Ypiranga, no sábado. Este é um momento de recomeçar e deixar todos jogadores no mesmo nível técnico, físico e de compreensão tática.

Leia mais
Técnico do Juventude analisa empate com Ypiranga: "nos falta um arremate final mais primoroso"

— Conseguimos ter uma consistência defensiva, o único jogo que sofremos mais foi contra o Pelotas pelas mudanças na equipe. A gente tem povoado bem o campo, ficamos muito com a bola, mas temos agredido pouco o adversário e não finalizamos as jogadas. Contra o Novo Hamburgo, por exemplo, eles baixaram as linhas e quando você  não chuta a defesa fica muito confortável. Tem que chutar de fora da área para tentar que eles saiam um pouco e abram espaços. Acredito que esse é o nosso grande desafio — analisou o goleiro Marcelo Carné.

O retorno ao Estadual é só no dia 29 de fevereiro, contra o Grêmio e na Arena. Um jogo fundamental para que o time inicie um processo de retomada de confiança interna e também do seu torcedor. Somar pontos é o grande objetivo, até para que a proximidade com o Z-2 não se torne uma preocupação geral.

— O campeonato não pode ser pensado num todo, tem que ser jogo a jogo. Com a qualidade que nós temos, precisamos olhar mais para cima do que para baixo. Mas a gente tem que somar pontos, tem que voltar a vencer o quanto antes. Teremos um tempo para trocar a chave que tem a situação da Copa do Brasil, que deve vir antes, e depois focar no Grêmio, onde precisaremos somar pontos — concluiu Carné.

NEGOCIAÇÕES PARADAS

A direção tinha expectativa de anunciar reforços para o ataque até o dia 12 de fevereiro, mas esbarrou num problema. Os clubes que estavam negociando com o Ju só irão liberar os atletas após os regionais. A direção segue no mercado atrás de atacantes para o segundo turno do Gauchão, visto que o time tem encontrado dificuldades por conta das lesões de Dalberto e Jonatas Belusso.

Leia também
Polícia irá investigar supostas irregularidades em posto de combustíveis de Caxias do Sul



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros