Caxias vence o Ypiranga com gol nos acréscimos e decide em casa o primeiro turno - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Gauchão16/02/2020 | 17h57Atualizada em 16/02/2020 | 18h08

Caxias vence o Ypiranga com gol nos acréscimos e decide em casa o primeiro turno

Da Silva marcou aos 46 minutos do segundo tempo e levou time para a final contra o Grêmio

Caxias vence o Ypiranga com gol nos acréscimos e decide em casa o primeiro turno Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Foi um jogo decidido nos últimos minutos. O empate era certo até os 46 do segundo tempo, mas o Caxias foi premiado pela insistência e por ser o melhor time durante a partida. A vitória sobre o Ypiranga, por 1 a 0, neste domingo (16), no Estádio Centenário, garante a vaga da equipe de Rafael Lacerda na final da Taça Ewaldo Poeta contra o Grêmio, e dentro de casa.

O Grená encara o Tricolor no sábado, dia 22 de fevereiro, em Caxias do Sul, ainda sem horário definido. A tendência é de que o jogo seja marcado para as 16h30min.

Leia mais
Tenista de Caxias do Sul fatura o título do Banana Bowl na categoria até 16 anos
Caxiense é eleito o melhor jogador do Sul-Americano de Clubes de vôlei masculino

Os minutos iniciais de jogo, com calor muito intenso em Caxias Sul, foram lentos. O time de Erechim postado na defesa e os grenás trocando passes na intermediária. 

O primeiro lance de perigo veio aos nove, numa cobrança de falta de Ivan e despretensiosa. A bola foi na direção do gol e Deivity teve que espalmar. Dois minutos depois, o Canarinho respondeu. Contragolpe rápido e o lateral-esquerdo Ávila colocou na área para Neto Pessoa. O centroavante desviou e Pitol defendeu.

O Caxias conseguiu assustar só na bola parada. Mesmo que aos 19, Ivan tenha caído na área pedindo pênalti, só aos 22 o time concluiu. Thiago Sales cabeceou sem direção e aos 24 foi a vez de Laercio cabecear por cima da meta.

Depois da parada para hidratação, o jogo ficou mais intenso e o Ypiranga foi melhor. Entretanto, sem criar nada mais perigoso. Aos 32, Jean Silva saiu rápido na direita e cruzou forte, mas Pitol defendeu. Aos 36, Saimon cabeceou alto. Ja no fim, aos 40, Leilson arriscou de longe e a bola foi para fora. Um primeiro tempo igual entre as equipes.

Na volta do intervalo, o Caxias voltou com Tilica para dar velocidade e a chuva chegou no Centenário para amenizar a temperatura. Ao mesmo tempo, levantou o torcedor grená. Com um minuto, Carlos Alberto arriscou de longe e quase marcou. A bola passou raspando a trave. Aos quatro, Potiguar conseguiu arrematar da entrada da área, fácil para o goleiro.

A pressão grená se intensificou ainda mais. Aos sete, Carlos Alberto desarmou a saída de bola do Canarinho e tocou para Potiguar. Ele arriscou de fora e sem perigo. Aos 10, Diogo Oliveira cabeceou por cima.

A rede até balançou aos 11 e foi a grená. Jean Silva arriscou da entrada da área, a bola desviou em Neto Pessoa e enganou Pitol. Para sorte de Lacerda e seus comandados, o camisa 9 estava em posição irregular e o impedimento foi assinalado pela arbitragem. 

O time grená perdeu uma grande chance aos 16. A zaga do Ypiranga bateu cabeça e a bola sobrou para Gilmar, na pequena área. Ele tentou encobrir o goleiro e colocou para fora. Aos 20, o camisa 9 grená teve toda a condição de marcar mais uma vez. Diogo Oliveira cruzou e Gilmar cabeceou fraco, no meio do gol. Fácil para Deivity.

O Ypiranga achou um contragolpe aos 40. Em velocidade, Leilson achou Jean Silva na direita da área. O atacante chutou alto e Pitol salvou os grenás. Aos 45, Ivan cobrou falta da esquerda e Deivity espalmou. E o gol saiu logo após. 

Aos 46, Ivan, o dono das bolas paradas, cobrou escanteio, a bola cruzou a área e Da Silva cabeceou forte, no canto. Indefensável. A final será do Caxias e dentro do Estádio Centenário.

FICHA TÉCNICA
Caxias 1 x 0 Ypiranga
Estádio Centenário - Semifinal da Taça Ewaldo Poeta

Caxias: Marcelo Pitol; Ivan, Laercio, Thiago Sales e Bruno Ré; Juliano, Carlos Alberto (Yuri, 18/2º); Vinícius Baiano (Tilica, intervalo), Diogo Oliveira e Juninho Potiguar; Gilmar (Da Silva, 27/2º). Técnico: Rafael Lacerda

Ypiranga:  Deivity; Muriel, Saimon, Léo Kanu e Ávila; Schwarzer (tárik, 22/2º), Clayton, Zotti (Anderson Feijão, 40/2º); Jean Silva, Leilson e Neto Pessoa (Cristiano, 25/2º). Técnico: PH Marques.

Gols: Da Silva, aos 46min, do segundo tempo.
Árbitro:  Lucas Horn, auxiliado por Maurício Coelho Silva Penna e André Bitencourt.
Amarelos: Ivan, Da Silva (C); Schwarzer, Ávila. Deivity (Y).

Leia também
Mais de 7 mil pessoas imunizadas em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros