Lateral do Juventude relembra casos que viveu no futebol japonês  - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Resenha solta14/01/2020 | 21h57

Lateral do Juventude relembra casos que viveu no futebol japonês 

Samuel Santos também contou como começou a jogar em várias funções

Lateral do Juventude relembra casos que viveu no futebol japonês  Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O novo reforço para lateral direita do Juventude, Samuel Santos, foi o convidado no Show dos Esportes desta terça-feira (14). O que não faltou foram histórias da carreira do jogador, que já passou pelo futebol português e estava no Japão, no último ano. Uma passagem que marcou o lateral.

Leia mais
Esportivo tem meta de permanecer na elite gaúcha e buscar calendário nacional
"A proposta do Caxias me deixou muito feliz", diz o meia Diogo Oliveira

— Lá (no Japão) eles exploram muito a imagem do atleta. Eles fazem chaveiro, fotos, camisetas e os torcedores compram tudo. O carinho que eles (torcedores) têm por nós jogadores é algo incrível — contou Samuel, que completou sobre a passagem pelo Albirex Niigata, do Japão:  

— Quando eu cheguei lá, eu fui estudar japonês. Isso eles gostaram bastante, eu conseguia me comunicar com o pessoal do marketing, com os jogadores e com a imprensa. Isso me ajudou muito.

Samuel também contou sobre como foi se adaptar a culinária e ao estilo de vida dos japoneses. 

ASSISTA AO SHOW DOS ESPORTES NA ÍNTEGRA

Samuel é um jogador polivalente. Lateral-direito de origem, ele já atuou no meio de campo, na extrema ofensiva e já atuou no lado esquerdo — sob comando de Marquinhos Santos, no São Bento, em 2018. Tudo isso começou em 2015, quando ele defendia o Botafogo-SP na disputa da Série D.

— O treinador Marcelo Veiga estava sem um extrema, porque o nosso tinha sido expulso e não tinha outro. Era o jogo contra o Craque-GO, que era decisivo para classificar e jogar o acesso contra o São Caetano. Nesse jogo, eu dei três assistências. A partir daí comecei a jogar como extrema e meio-campo. Ali começou o Samuel Santos polivalente — relembrou.

Leia também
"Está tudo tranquilo, faz parte da democracia, é um direito do cidadão", diz Frizzo


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros