Intervalo: O jogo decisivo para o Juventude e a mudança que pode dar resultado no Caxias - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião29/01/2020 | 06h00Atualizada em 29/01/2020 | 06h00

Intervalo: O jogo decisivo para o Juventude e a mudança que pode dar resultado no Caxias

Dupla Ca-Ju entra em campo nesta quarta-feira pela terceira rodada do Gauchão

Intervalo: O jogo decisivo para o Juventude e a mudança que pode dar resultado no Caxias Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Ainda é a terceira rodada do primeiro turno do Gauchão. Porém, é também a antepenúltima partida desta fase. Por isso, o confronto desta quarta-feira do Juventude contra o Novo Hamburgo tem caráter tão decisivo. 

Leia Mais
Jogos de Caxias e Juventude contra dupla Bra-Pel sofrem alteração
Técnico do Caxias testa três formações e mantém dúvida na equipe que enfrenta o Aimoré
Técnico do Juventude projeta time com jogadores preservados diante do Novo Hamburgo

Vencer a equipe treinada pelo conhecido Juninho Camargo é imprescindível. Com o Ypiranga surpreendendo até aqui e tendo um jogo em Erechim contra o Pelotas, o Ju terá que buscar os três pontos contra o Noia para evitar que o Canarinho fuja na classificação. 

Até por isso, se faz necessário que o Juventude tenha atitude em campo parecida com a que teve em Ijuí, na vitória sobre o São Luiz, no domingo. Porém, o time alviverde precisa ser mais cancheiro e não cair nas pressões das equipes mais acostumadas com o Gauchão.

A confusão no primeiro tempo da partida no 19 de Outubro foi muito parecida com a que ocorreu na pré-temporada, no jogo-treino contra o Esportivo. 

Na bola, o Juventude é muito mais time que a maioria dos rivais no Estadual, mas manter o equilíbrio emocional pode ser decisivo para se garantir na próxima fase. 

A tendência é melhorar

Bruno Ré será o lateral-esquerdo do Caxias, nesta quarta-feira (29), contra o Aimoré, e na quarta-feira que vem, pela Copa do Brasil. Eduardo Diniz, titular até aqui, não joga em São Leopoldo por desgaste muscular e não vai encarar o Botafogo para cumprir suspensão por conta da expulsão contra o Manaus, pela Série D.

 SER Caxias x São José-PoA, jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Gaúcho 2020 (Gauchão 2020), Taça Cel. Ewaldo Poeta. Realizado no estádio Centenário. (Porthus Junior/Agència RBS)
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Só que pelo que se viu do segundo tempo no domingo passado, acredito que o time do Caxias deva ter um acréscimo com o titular interino no time de Lacerda. Primeiro, porque Bruno Ré criou uma chance clara ao chegar na linha de fundo para cruzar, enquanto Diniz insiste incansavelmente nos lançamentos da intermediária.

Outro ponto que credencia uma possível titularidade no futuro de Bruno é a imposição física defensiva. Mesmo que apenas três centímetros separem os dois atletas, a explosão de Ré nas divididas aéreas é mais intensa.

São ajustes que Lacerda vai fazendo aos poucos no seu time. Mesmo que ainda esteja invicto no Gauchão, o grená tem muito a melhorar para almejar algo a mais na temporada.

Leia Também
CBF altera horário do jogo de estreia do Juventude pela Copa do Brasil

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros