Com cinco acessos no currículo, Pedro Ken é apresentado pelo Juventude - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Em busca do sexto17/01/2020 | 18h37

Com cinco acessos no currículo, Pedro Ken é apresentado pelo Juventude

Meia aceitou jogar no alviverde pelo processo ambicioso que foi apresentado

Com cinco acessos no currículo, Pedro Ken é apresentado pelo Juventude Arthur Dallegrave / Divulgação / EC Juventude /Divulgação / EC Juventude
Foto: Arthur Dallegrave / Divulgação / EC Juventude / Divulgação / EC Juventude

O Juventude surpreendeu no mercado de transferências da Série B quando anunciou a contratação do meio-campista Pedro Ken no início do ano. Após três anos atuando pelo Ceará, dois deles na Primeira Divisão do Brasileirão, o atleta de cinco acessos à Série A no currículo comentou em sua apresentação que aceitou a proposta alviverde pelo projeto ambicioso que lhe foi apresentado.

— É um clube de tradição e história, que tem muito peso dentro do futebol gaúcho e futebol brasileiro, com títulos importantes. O projeto do clube é ambicioso, já começando no Gauchão e passando pela Copa do Brasil. E a Série B, com o tão sonhado acesso, é um objetivo meu também. Toda essa soma me fez aceitar o convite e estou muito feliz  — disse o meia.

Leia mais
Presidente do Juventude acredita que o time estará 100% na terceira rodada

Pedro Ken é um jogador versátil. No Ceará, por exemplo, cumpriu funções defensivas e ofensivas no meio-campo e, por vezes, foi escalado como atacante pelas pontas. No Juventude, por enquanto atuando entre os reservas, foi utilizado como um dos meias internos no 4-1-4-1 formado por Marquinhos Santos e poderá fazer companhia a Renato Cajá em uma escalação futura.

 — Sempre tive essa característica. Quando há uma mudança tática, estou disposto ajudar. Mas como posição principal, sou um segundo volante, e não um meia clássico, como o Cajá. Acho que podemos nos encaixar dentro do que o Marquinhos Santos precisar, pois não temos as mesmas características de jogo. Seria um prazer jogar ao lado dele —  comentou Ken.

Formado nas categorias de base do Coritiba, onde conquistou o acesso à Série A em 2007, o reforço do Juventude subiu também duas vezes com o Vitória, em 2012 e 2015, com o Vasco em 2014, e com o Ceará em 2017. No Coxa, trabalhou com o técnico Marquinhos Santos. O jogador elencou vários pontos relevantes que ele entende que uma equipe necessita para chegar à Primeira Divisão.

— Um grupo comprometido e unido, com pensamento grande e espírito vencedor. Organização extracampo o Juventude tem demonstrado, com o presidente e o Ari (Barros, executivo). E um treinador com experiência e que sonha com coisas grandes. É uma soma de fatores que leva ao objetivo lá no final do ano — explicou o meia.

Juventude e Grêmio fizeram amistoso nesta quarta-feira (15), no Estádio Homero soldatelli, em Flores da Cunha. Na foto, o meia Pedro Ken (de verde).
Pedro Ken (E) esteve em campo no jogo-treino contra o GrêmioFoto: Gabriel Tadiotto / Juventude / divulgação

Último a se apresentar no Estádio Alfredo Jaconi, Pedro Ken ainda está em processo de condicionamento físico. Ele participou de apenas 45 minutos no jogo-treino contra o Grêmio e outros poucos minutos contra o Esportivo. 

— Ainda não estou na condição ideal e ainda estou me adaptando ao clube e aos treinos. Para a estreia, vai depender de uma conversa com a preparação física. Nesse início de ano é importante se preparar bem, pois é uma base para sustentar até o final da temporada. Cada dia de treino é muito importante e, dependendo do que for necessário, foi estar disposto a enfrentar o Inter — disse Pedro Ken

Leia também
"Creio que o Juventude esteja, para a estreia contra o Inter, de 60 a 70% pronto", diz Marquinhos

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros