"A proposta do Caxias me deixou muito feliz", diz o meia Diogo Oliveira - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Gaúcha Serra07/01/2020 | 22h05

"A proposta do Caxias me deixou muito feliz", diz o meia Diogo Oliveira

Jogador foi o convidado do Show dos Esportes, nesta terça-feira (7)

"A proposta do Caxias me deixou muito feliz", diz o meia Diogo Oliveira Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O Caxias tem um meia experiente e com característica de chamar o jogo para si nas horas mais difíceis. Diogo Oliveira, aos 37 anos, é uma das principais contratações do clube para a temporada de 2020 e o camisa 10 para liderar o time dentro e fora de campo. Sua chegada ao Estádio Centenário se deu por um pedido específico do técnico Rafael Lacerda e que contribuiu diretamente para escolha do atleta.

— Me deixou feliz, nos passaram o projeto e as metas do Caxias. É um clube que precisa estar numa divisão acima, por toda estrutura e isso muito me motivou. A proposta do Caxias me deixou muito feliz, pela moral e essa força que o Lacerda nos deu. Espero corresponder a altura desse desafio — ressaltou Diogo Oliveira.

Leia mais
Técnico do Caxias diz que escolheu a dedo jogadores para o grupo de 2020

Com 37 anos, o jogador veio de uma temporada cheia com 41 partidas realizadas pelo Brasil-Pel. Esse também é um ponto pelo qual o Caxias buscou o atleta, pelo número de jogos e o baixo índice de lesões. Isso é algo que chama muita atenção do jogador para manter a forma e o profissionalismo, algo que o mantém a vontade de atuar e de buscar os objetivos de 2020.

— Eu tenho uma vida regrada. Eu descanso, me alimento e treino para caramba para dar o melhor sempre. Quando não me sentir bem, perder aquele friozinho na barriga antes de entrar em campo, acho que será o momento de parar — destacou Oliveira.

ASSISTA NA ÍNTEGRA

O jogador não fugiu de perguntas desde os tempos de Juventude, sua visão do futebol brasileiro, religião, a política brasileira e também o bom ambiente que está vendo ser criado dentro do vestiário grená. Para ele, este último item é fundamental para que o clube busque retornar a um patamar maior no Campeonato Brasileiro.

— Quando você tem um ambiente onde o grupo é harmônico, fechado, não tem vaidade e tem alegria na conquista do companheiro, isso faz um elo e uma corrente muito grande. Esse é o caminho para chegar nas conquistas — destacou o meia.

O Show dos Esportes ainda teve entrevista com o técnico Lucas Zanella, do Juventude sub-20, comentando a classificação antecipada na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Leia também
Prefeitura e MobiCaxias se reúnem para estreitar relações



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros