"Tem coisas que na vida, no amor e no jogo que a gente dificilmente explica", diz técnico da ACBF - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Fim da linha10/11/2019 | 17h15Atualizada em 10/11/2019 | 17h15

"Tem coisas que na vida, no amor e no jogo que a gente dificilmente explica", diz técnico da ACBF

Marquinhos Xavier creditou erro estratégico no cansaço do seu time

"Tem coisas que na vida, no amor e no jogo que a gente dificilmente explica", diz técnico da ACBF Ulisses Castro / ACBF / Divulgação/ACBF / Divulgação
Foto: Ulisses Castro / ACBF / Divulgação / ACBF / Divulgação

A ACBF acabou eliminada da Liga Nacional de Futsal, após uma derrota na prorrogação para o Pato-PR, neste domingo (10). Um jogo onde o time laranja sustentou a vantagem até o final, mas acabou tomando gol faltando 21 segundos para o final. Com isso, o clube de Carlos Barbosa segue sem alcançar a semifinal desde 2015.

— Tomar o gol faltando 21 segundos é um preço que não está na conta tática e nem na conta técnica. Tem coisas que na vida, no amor e no jogo que a gente dificilmente explica. E não avançamos por detalhes, novamente. Talvez, essa fosse a oportunidade que estávamos mais próximos de avançar, mas não aconteceu — ressaltou o técnico Marquinhos Xavier.

Leia mais
ACBF perde na prorrogação e está eliminada da Liga Nacional de Futsal

O treinador da equipe laranja ressaltou o bom desempenho da equipe no tempo normal, quando venceu por 1 a 0 e levou à prorrogação — o time havia perdido por 3 a 0 na partida ida. Mas a ACBF também passou toda a segunda etapa na defensiva, enquanto os paranaenses jogavam com goleiro o tempo todo na quadra ofensiva. 

O quadro não mudou na prorrogação e ficou ainda mais difícil quando o ala Di Maria assumiu a função de goleiro-linha. Foi exatamente nesse momento que pressão dobrou e o time contou até com a sorte em alguns momentos. Errou uma vez e foi fatal.

— Cada segundo que passa você vai perdendo a condição física e afetando as suas decisões. Num erro de decisão nossa em apertar eles na defesa nos 30 segundos finais, criamos uma oportunidade para os adversários com a defesa desorganizada. Tanto que o atleta sai  no jogo individual com o Gian e tem tranquilidade para definir. Mas é fruto de uma tomada de decisão com o desgaste extremamente alto — justificou o treinador.

Resta apenas a Liga Gaúcha, quando a ACBF disputará contra o Marau uma vaga na semifinal. O primeiro jogo será no Planalto Médio, quinta-feira (14).

Leia também
Papai Noel movimenta primeiro final de semana de programação natalina no Iguatemi Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros