Projeto Conquista apresenta o jiu-jitsu como uma ferramenta para trabalhar a disciplina e o respeito - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Rede Social RBS21/11/2019 | 06h00Atualizada em 21/11/2019 | 09h15

Projeto Conquista apresenta o jiu-jitsu como uma ferramenta para trabalhar a disciplina e o respeito

DJ Hood e Liane Lazzarotto comandam as ações, que atendem 67 crianças

Projeto Conquista apresenta o jiu-jitsu como uma ferramenta para trabalhar a disciplina e o respeito marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: marcelo Casagrande / Agencia RBS

Um casal de garra e com muita dedicação para que o futuro das crianças no bairro Santa Corona, especialmente no loteamento Conquista, tenham um futuro melhor. Rudimar Souza Camargo, o DJ Hood, 43 anos, e Liane Lazzarotto, 39, tocam o projeto Conquista – inspirado na localidade em que está inserido –, onde atendem  67 crianças em diversas atividades recreativas, profissionalizantes e, lógico, esportivas. 

Leia Mais
Serra Gaúcha Rugby aliou projeto social com a formação de novos atletas para a modalidade
Gestor e técnico do Serra Gaúcha querem formar não apenas atletas, mas melhores cidadãos
Lapidando Cidadãos tem no tênis um meio de criar novas perspectivas às crianças de Vacaria
Projeto de Vacaria usa o esporte como ferramenta de desenvolvimento para 480 crianças 

O futebol e o jiu-jitsu são os principais atrativos e, em breve, terão a companhia de mais uma modalidade: o skate. Mas é na arte marcial japonesa, muito influenciada pelos brasileiros, que as crianças surpreenderam pela adesão em poucas aulas. A luta encantou e os seus valores ensinam.

– Ensina muito de disciplina, respeito e tudo mais – diz Marco Antônio de Barba, de apenas nove anos, e há mais de um convivendo dentro do projeto.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 23/10/2019 - O Projeto Conquista trabalha com 67 crianças do Santa Corona e bairros da zona sul de Caxias do Sul. São inúmeras atividades, entre elas o jiu-jitsu como uma formação para o futuro. O projeto é comandado por Rudimar Souza Camargo, o DJ Hood, e Liane Lazzarotto. NA FOTO: Fernanda Monteiro, de 5 anos. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Fernanda, de apenas cinco anos, em ação no projetoFoto: marcelo Casagrande / Agencia RBS

De forma rápida, Fernanda Monteiro, de cinco, também complementa a resposta do colega sobre tudo o que viveu em cima do tatame nos últimos meses:

– Quando a gente faz alguma coisa de errado, sempre tem que pedir desculpa.

Mas, talvez, uma das frases mais inusitadas venha de Raquelly Barboza da Silva, também de nove anos:

– Eu gostei que se a gente está em perigo, podemos nos defender e derrubar a pessoa. Não vamos ficar parados, podemos dar um “mata-leão” nela.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 23/10/2019 - O Projeto Conquista trabalha com 67 crianças do Santa Corona e bairros da zona sul de Caxias do Sul. São inúmeras atividades, entre elas o jiu-jitsu como uma formação para o futuro. O projeto é comandado por Rudimar Souza Camargo, o DJ Hood, e Liane Lazzarotto. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Foto: marcelo Casagrande / Agencia RBS

A frase sincera de uma criança contrasta com a obrigação de nunca usar as técnicas fora do tatame, exceto em situações de risco. A arte marcial é disciplinadora, inspira e também diverte. Acima de tudo, conquista de forma fácil as crianças. 

Três semanas após a primeira aula, onde apareceram apenas cinco alunos, o grupo já contava com 25. A demanda era crescente, mas o grupo precisou ser fechado para novos pedidos. Não havia mais como atender a todos, e realmente fazer a diferença no pequeno espaço que é a sede do projeto.

– Meu intuito é de que essas crianças sejam inseridas na sociedade. A questão aqui não é o caso de uma periferia, mas é uma situação diferente do que a gente vive hoje. Eu quero, através do esporte, fazer com que elas possam crescer – ressalta Leandro Venâncio Barboza, instrutor da arte para os meninos.

Tudo vem dando certo. São 67 crianças atendidas neste momento – sendo 25 no jiu-jitsu –, mas o sonho é de aumentar. Tocar mais pessoas. Na garra e com muita determinação, DJ Hood e Liane vêm mudando realidades e observando, na prática, que sua luta está dando muito certo. Vai além do tatame, de uma quadra de futebol, da dança ou de tantas outras atividades. Está dentro de cada criança ali dentro.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 23/10/2019 - O Projeto Conquista trabalha com 67 crianças do Santa Corona e bairros da zona sul de Caxias do Sul. São inúmeras atividades, entre elas o jiu-jitsu como uma formação para o futuro. O projeto é comandado por Rudimar Souza Camargo, o DJ Hood, e Liane Lazzarotto. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Foto: marcelo Casagrande / Agencia RBS

– Sabe como a gente vê a realidade? Nós fizemos um campeonato de futebol entre eles e não teve nenhuma falta. Não ouvimos nenhum palavrão das 9h às 18h30min daquele sábado – conta Liane.

E quem complementa é DJ Hood:

– Para nós é missão cumprida. Porque tu observas o resultado lá fora e isso nos motiva a continuar. Quando está dando certo, não tem motivos para não fazer.

Leia Também
Diogo Oliveira rejeita proposta do Santo André e encaminha acerto com o Caxias 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros