Berço do futebol mexicano, Pachuca tem museu interativo e hall da fama reconhecido pela Fifa - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Turismo30/11/2019 | 10h01Atualizada em 30/11/2019 | 10h54

Berço do futebol mexicano, Pachuca tem museu interativo e hall da fama reconhecido pela Fifa

Repórter conheceu atrativos na capital de Hidalgo

Berço do futebol mexicano, Pachuca tem museu interativo e hall da fama reconhecido pela Fifa Juliana Bevilaqua / Agência RBS/Agência RBS
Com 38 metros de altura, 30 de diâmetro e capacidade para 326 visitantes, Salão da Fama tem aval da Fifa Foto: Juliana Bevilaqua / Agência RBS / Agência RBS

O futebol é mesmo incrível. Tem a capacidade de despertar emoções até em quem não é um fanático pelo esporte, como eu. Foi impossível entrar no Salão da Fama e não morrer de orgulho ao ver Garrincha, Zagallo, Pelé, Romário, Ronaldo, Zico, Cafu e Rivellino na galeria de ex-jogadores de sucesso. Difícil também não se sentir uma criança no Centro Interativo Mundo Fútbol, que até pebolim humano tem e é diversão garantida. Mais impossível ainda não escorrer uma lágrima ao encontrar, em meio às camisas das equipes mexicanas, apenas uma estrangeira, a da Chapecoense — a tragédia com o time de Santa Catarina, que vitimou 71 pessoas, completou três anos nesta sexta-feira (29). 

Leia mais
Assim é o Dia dos Mortos no México

Os dois espaços estão em Pachuca de Soto, no Estado de Hidalgo, no México. E não é à toa que se localizam na capital hidalguense. A cidade é considerada o berço do futebol mexicano, pois foi nela que nasceu, em 1901, o primeiro time do país, o Clube de Futebol Pachuca. 

Com população atual de pouco mais de 250 mil habitantes, Pachuca foi povoada também por ingleses, os criadores do esporte. O Salão e o Mundo Fútbol funcionam como extensão um do outro. No primeiro, inaugurado em 2011, é possível conhecer a história do futebol nacional e internacional, além de conferir quem são os jogadores reconhecidos desde a abertura do espaço. São mais de 75, sendo nove brasileiros – a mais recente é a ex-jogadora Sissi, que entrou no hall da fama no dia 12 de novembro ao lado da mexicana Alicia Pelé Vargas, do francês Didier Deschamps, do italiano Arrigo Sacchi  e dos argentinos Javier Zanetti e Gabriel Batistuta. Os nomes são escolhidos anualmente por uma votação entre jornalistas. 

Salão da Fama e Mundo Futbol, em Pachuca de Soto, Hidalgo, México.
Camisa da Chapecoense é a única estrangeira no Mundo FútbolFoto: Juliana Bevilaqua / Agência RBS

O Mundo Fútbol permite que o visitante se sinta um pouco esportista, provando suas habilidade físicas, como a potência do chute a gol e a altura do salto. Dá para fingir uma lesão só para subir nos carrinhos e posar para foto — ou ser o motorista. 

O turista pode até viver a experiência de imprensa e circular pelos sets de televisão e pelas cabines de rádio e jornais. A proposta é que o visitante não seja apenas um espectador, mas interaja. 

Por isso, se você é um amante do futebol, a ida ao Salão da Fama e ao Mundo Fútbol é obrigatória. Se você não é, mais obrigatória ainda, pois vai se apaixonar, como eu me apaixonei. 

Salão da Fama e Mundo Futbol, em Pachuca, Hidalgo, México.
Pebolim humano é uma das atrações mais disputadas do Mundo FútbolFoto: Maricha Martínez Sosa / Divulgação

Presença feminina

A primeira mulher a figurar na galeria do Salão da Fama foi a americana Mia Hamm, em 2013. Mia jogou no UNC (1989-1993) e no Washington Freedom (2001-2003). Ganhou dois mundiais femininos, os de 1991 e 1999, e duas Olimpíadas, de 1996 e 2004, pela seleção dos Estados Unidos. 

Neste ano, o Salão da Fama elegeu a primeira brasileira: Sissi. A ex-meio-campista ganhou a Bola de Ouro da Fifa no Mundial de 1999, prêmio dividido com Sun Wen, da China. Disputou as Copas de 1995 e 1999 e os Jogos Olímpicos de 1996 e 2000.

COMO CHEGAR

> O Salão da Fama e o Mundo Fútbol ficam em Pachuca, a 90 quilômetros da Cidade do México. Há ônibus que saem do Aeroporto Internacional do México. A passagem custa 265 pesos mexicanos (cerca de R$ 66). 

FUNCIONAMENTO

> Terças a sextas: 9h às 17h45min
> Sábados e domingos: 10h às 18h45min

INGRESSOS

> Adulto: 135 pesos (cerca de R$ 35).
> Crianças (3 a 12): 95 pesos (cerca de R$ 25).
> Menores de 3 anos não pagam.

* A repórter viajou ao México para participar do Premio Pasaporte Abierto 2019, promovido pela Organização Mundial de Jornalistas de Turismo. A visita ao Salão da Fama e do Mundo Fútbol foi em outubro, a convite do Governo de Hidalgo. 

Veja mais fotos: 

Leia também
ACBF efetiva técnico mais jovem de sua história
Recreio da Juventude recebe jogos do Estadual de Handebol
Promessa no judô, caxiense empilha conquistas neste ano

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros