ACBF perde na prorrogação e está eliminada da Liga Nacional de Futsal - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Fim de linha10/11/2019 | 13h39Atualizada em 10/11/2019 | 13h39

ACBF perde na prorrogação e está eliminada da Liga Nacional de Futsal

Equipe laranja sofreu o gol faltando 20 segundos para o fim da partida

ACBF perde na prorrogação e está eliminada da Liga Nacional de Futsal Ulisses Castro / ACBF / Divulgação/ACBF / Divulgação
Foto: Ulisses Castro / ACBF / Divulgação / ACBF / Divulgação

A ACBF fez quase tudo certo para conseguir voltar à semifinal da Liga Nacional de Futsal, após quatro anos. O time laranja venceu o Pato-PR no tempo normal por 1 a 0, com gol de João Salla, e levou a partida ao tempo extra. Na prorrogação, o clube serrano sustentou a pressão por quase todo o período, mas vacilou faltando 20 segundos para o fim. Di Maria marcou e garantiu a classificação para o time paranaense. O atual campeão brasileiro segue na competição.

Leia mais
Juventude empata com o Avaí no primeiro jogo da semifinal da Copa Sul sub-19

A equipe do técnico Marquinhos Xavier precisava vencer no tempo normal e fez dos primeiros 20 minutos quase um monólogo de chances ofensivas. Não fossem quatro conclusões do time paranaense, o goleiro Gian Wolverine teria sido um coadjuvante.

Com dois minutos de bola rolando, Valdin arrematou da esquerda e a bola foi para fora. Com três, Valdin puxou da esquerda para o centro e chutou no canto, onde o goleiro Djony defendeu. Somente aos seis, o Pato-PR teve condição de gol. Felipinho ficou cara a cara com Gian, melhor para o goleiro laranja.

Faltando 12 minutos para encerrar a primeira etapa, Lé chutou no cantinho e com o pé Djony pegou. A ACBF seguiu em cima e um minuto depois Guilherme recebeu de frente para o gol, mas chutou para fora. Quando o relógio marcou 8 minutos para terminar o primeiro tempo, Djony chutou do meio da quadra e obrigou Gian mostrar reflexo para defender. A equipe serrana ainda teve dois chutes com Júlio Zanotto e Selbach, sem perigo.

Na reta final, o jogo esquentou. A 2min40seg, Djony, de novo da metade da quadra chutou forte e a bola bateu em Bruno Souza, em cima da linha. E logo em seguida veio a melhor oportunidade  do Pato. Faltando dois minutos, boa troca de passes do time paranaense e Chimba, na área, concluiu para incrível defesa de Wolverine. 

E o camisa 30 ainda foi o protagonista direto no gol da ACBF. Wolverine tentou sair jogando e foi derrubado no lado defensivo. A sexta falta do adversário. João Salla bateu o tiro-livre no canto alto direito e abriu o placar: 1 a 0. Resultado que interessava aos serranos.

JOGO MORNO ATÉ A PRORROGAÇÃO

Com a vantagem no placar, o jogo mudou de figura. O Pato trocando passes no campo ofensivo e a ACBF no contragolpe. Com 6min40seg, Lé levou pela esquerda e chutou cruzado, a defesa quase fez contra. Aos 10, Selbach girou no marcador e chutou para fora. Quase.

Com a vantagem no marcador, o time laranja quase ampliou aos 12. Bruno chutou no ângulo e Djony defendeu. Recuado no seu campo, a LNF quase acabou para os serranos aos 19. Djony chutou forte, Robério desviou e a bola bateu na trave. Faltando 13 segundos para o fim, Di Maria recebeu na área e deu uma cavadinha. Por sorte, o time de Marquinhos Santos tem Gian Wolverine que defendeu de forma brilhante. A vitória no tempo normal levou o jogo à prorrogação.

A ACBF sustentou durante nove minutos no tempo extra, afinal o empate era a vantagem laranja. Na defesa, o goleiro Gian Wolverine contou com a trave nos primeiros cinco minutos e com erro de Denner faltando 30 segundos para acabar o jogo, em lance incrível. Mas faltando 20 segundos, Di Maria, como goleiro linha, arrancou do campo defensivo, recebeu de Denner e chutou rasteiro: 1 a 0 e classificação do Pato.

Leia também
Instabilidade diminui nesta segunda mas previsão é de mais chuva a partir de quarta-feira, na Serra


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros