Nos pênaltis, Caxias vence o Santo Ângelo e se classifica às quartas de final da Copa Seu Verardi - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

No sufoco23/10/2019 | 20h46Atualizada em 23/10/2019 | 20h55

Nos pênaltis, Caxias vence o Santo Ângelo e se classifica às quartas de final da Copa Seu Verardi

Equipe grená espera rival entre Gaúcho e Grêmio, que será definido nesta quinta (24)

Nos pênaltis, Caxias vence o Santo Ângelo e se classifica às quartas de final da Copa Seu Verardi Porthus Junior/Agencia RBS
Michel fez os dois gols na vitória no tempo normal Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Foi mais no sufoco do que precisava contra um time da terceira divisão gaúcha. Porém, o Caxias conseguiu a classificação diante do Santo Ângelo para as quartas de final da Copa Seu Verardi. Na noite desta quarta-feira (23), a equipe grená venceu por 2 a 0 - gols de Michel - no tempo normal, igualando o marcador construído pelo rival no jogo da ida. Nos pênaltis, o time do técnico Rafael Lacerda fez 4 a 2 e espera o vencedor do confronto entre Gaúcho e Grêmio, que ocorre nesta quinta-feira (24).

De lição, o fato do time ser mais efetivo nas oportunidades que cria e que os jogadores mais experientes precisam assumir mais a responsabilidade na hora decisiva.

Leia mais
Caxiense divide experiências em escolas na busca por sociedade melhor através do esporte

Precisando de três gols para passar de fase, o Caxias começou a pressionar o Santo Ângelo logo no primeiro minuto de jogo. No primeiro ataque, Andrews aproveitou sobra de bola na intermediária ofensiva e arriscou, mas o goleiro Porto fez boa defesa, mandando para a linha de fundo. No rebote do escanteio, Laércio cabeceou desviado à direita.

Aos 11, Denílson avançou e arriscou, mas a defesa cortou. Um minuto depois, Eduardo Diniz cobrou falta e Porto espalmou novamente. A pressão do Caxias seguiu. Aos 23, Jean cabeceou perto do gol do time das Missões, mas sem acertar o alvo.

Ainda no primeiro tempo, o time grená ficou com um jogador a mais. O volante Lucas recebeu o segundo cartão amarelo, após falta em Denílson, e foi expulso pelo árbitro Eder Zanella.

A única chance clara grená com vantagem numérica veio aos 44. Denílson cruzou, Porto fez o corte preciso com a ponta dos dedos, mas o rebote ficou para Michel. O centroavante do Caxias chutou forte, sem marcação, e a bola explodiu no travessão. Os raros torcedores grenás que se fizeram presente no Centenário vaiaram o time na saída para o intervalo. 

Gols só na etapa final

O segundo tempo começou com o Caxias tentando organizar mais a partida. Sem mudar a estrutura tática, a equipe grená seguiu melhor. E assim, aos seis minutos, Denílson fez bela jogada pela direita e deu o passe para Michel, que desviou para o gol. Porto ainda tentou evitar, mas a bola morreu no fundo da rede: 1 a 0 Caxias.

Como o placar ainda era insuficiente para desfazer a vantagem do Santo Ângelo, o Caxias seguiu em cima. Aos 12, Eduardo Diniz fez cruzamento da intermediária, mas nenhum atacante grená alcançou e a bola passou pela linha de fundo. 

De fora da área, aos 14, Andrews também arriscou, mas Porto encaixou. Novamente Andrews tentou aos 26. Após cruzamento de Argenta, o meia tentou de letra, a defesa cortou e o camisa 11 chutou por cima a oportunidade. 

A partir daí, restou o desespero e a falta de qualidade visível do time do Caxias. Com cruzamentos pouco efetivos e o centroavante Michel mais reclamando dos companheiros do que participando, o time grená não conseguia furar a barreira construída pelo técnico Cesar Pagliarini.

Aos 48 minutos, o zagueiro Hugo facilitou para o Caxias. Eduardo Diniz cruzou da esquerda e o defensor do Santo Ângelo deu um tapa na bola. Pênalti. Na cobrança, Michel deslocou Porto para fazer o 2 a 0 e levar a partida para os pênaltis.

Redenção para André

Na primeira cobrança grená, Diniz cobrou no ângulo direito de Porto. Pelo Santo Ângelo, Padel isolou o chute por cima do travessão. Na segunda batida do Caxias, Laercio fez. Hugo abriu o marcador para os visitantes.

A terceira cobrança grená foi com Michel, que também fez. Com paradinha, Cristiano fez o segundo do Santo Ângelo, que seguia atrás do marcador.

Quando Vinícius Baiano fez o quarto, a responsabilidade caiu toda para Jeferson Prill. O volante bateu no canto direito, mas o goleiro André, que havia levado um frango em Santo Ângelo, defendeu e garantiu a classificação grená.

Ficha técnica

Copa Seu Verardi - Oitavas de final - Estádio Centenário - 23/10/20019
Caxias (4) 2x0 (2) Santo Ângelo
Gols:
Michel (C), aos 6min e aos 48min do segundo tempo.
Pênaltis convertidos: Eduardo Diniz, Laercio, Michel e Vinícius Baiano (C); Jan e Cristiano (S).

Caxias: André, Eduardo Grasson (Argenta, 23/2°), Laercio, Jean e Eduardo Diniz; Marabá (Tássio, intervalo); Denílson, Andrews (Marquinhos, 35/2°), Vinícius Baiano e Guilherme Amorim (César, 19/2°); Michel. Técnico: Rafael Lacerda

Santo Ângelo: Porto, Padel, Hugo, Jan e Cristiano; Jeferson Prill, Lucas, Felipinho (Gandon, 34/2°) e Wendryl (Dudu, 15/2º); Patric (Selthon, 15/2°) e Itamar (Robert, 38/1°). Técnico: Cesar Pagliarini.

Árbitro: Eder Zanella, auxiliado por Conrado Bittencourt e Gibran Teixeira.
Expulsão: Lucas(S)
Cartões amarelos: Guilherme Amorim, Argenta, Tássio (C), Porto, Padel(S).

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros