Volante do Caxias, Tássio diz que está adaptado ao estilo de jogo do futebol gaúcho - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

"Baiúcho"24/09/2019 | 22h06Atualizada em 24/09/2019 | 22h06

Volante do Caxias, Tássio diz que está adaptado ao estilo de jogo do futebol gaúcho

Jogador foi o convidado do Show dos Esportes da Gaúcha Serra

Volante do Caxias, Tássio diz que está adaptado ao estilo de jogo do futebol gaúcho Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O principal reforço do Caxias para a disputa da Copa Seu Verardi foi o convidado desta terça-feira (24) do programa Show dos Esportes. O volante Tássio esteve no estúdio da Gaúcha Serra e conversou sobre sua carreira e o momento que vive no Centenário. O jogador também comentou sobre o apoio que recebe do técnico Rafael Lacerda.

— Foi ele que me ligou. O Caxias já tinha o interesse após o Gauchão, mas por alguns detalhes não deu certo. Ele tenta tirar de mim o melhor que eu posso para ajudar a equipe. Eu sou segundo volante e gosto bastante de chegar na área. Então ele me cobra bastante para que eu faça o que eu me sinto bem — disse o atleta.

Leia mais
Jogo entre Caxias e Grêmio tem data alterada
Intervalo: Os novos rumos do futebol do Caxias, de olho na próxima temporada

Baiano de Camaçari, o volante chegou ao futebol gaúcho na categoria de base do Juventude, em 2012. Depois, rodou em algumas equipes do interior do Estado. Em 2018 e 2019, Tássio atuou no Estadual pelo São José-PoA. Essas passagens no Rio Grande do Sul fizeram com que a adaptação do início da carreira fosse facilitada.

— Por ter sempre jogado na Bahia e em São Paulo, que é um jogo mais técnico, a gente chega aqui e acaba sofrendo com esse tipo de coisa por não ter intensidade. Com o decorrer do tempo a gente acaba se acostumando — admitiu Tássio.

O Show dos Esportes da Gaúcha Serra vai ao ar todas as terças e sextas-feiras pelos 102,7 FM para a região, pelo site pioneiro.com e pela página do Facebook Pioneiro/Gaúcha Serra.

Leia também
Projeto de separação do lixo gera mais de R$ 850 para o Colégio Cristóvão de Mendoza, em Caxias 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros