Juventude vence o Náutico no último lance e está a um empate da final da Série C - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Com emoção15/09/2019 | 20h02Atualizada em 15/09/2019 | 20h15

Juventude vence o Náutico no último lance e está a um empate da final da Série C

Equipe alviverde triunfa em casa e leva vantagem para o jogo da volta

Juventude vence o Náutico no último lance e está a um empate da final da Série C Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O clima no Estádio Alfredo Jaconi era de celebração. Desde o início da tarde do domingo (15), a torcida do Juventude fazia do enfrentamento contra o Náutico, pela semifinal da Série C, a continuidade da comemoração do acesso para a Segunda Divisão. Em campo, sem pressão, as duas equipes arriscaram em busca de uma vaga na decisão. E para completar a festa, uma vitória do Papo. Com emoção e virada, o time do técnico Marquinhos Santos conseguiu seu triunfo aos 49 minutos do segundo tempo. O placar de 2 a 1 para a equipe alviverde dá para o Ju a possibilidade de comemorar a passagem para a final com um empate na volta, que ocorre no próximo domingo (22), em Recife.

O primeiro tempo começou com muita análise de lado a lado. Enquanto o Juventude buscava alternativas para colocar em prática seu estilo de jogo, o Náutico, no mais clássico modelo de Gilmar Dal Pozzo, encaixotava a equipe de Marquinhos Santo com uma marcação ferrenha.

Assim, as oportunidades de gol demoraram a aparecer. A primeira mais forte só ocorreu aos 16 minutos de jogo. O Juventude avançou trocando passes. A bola chegou em Eltinho, que tentou um cruzamento rasteiro. A defesa do Timbu cortou e, no rebote, Aprile arriscou de canhota, à direita de Jefferson.

Leia mais
Dalberto diz que meta do Juventude é ser um dos quatro campeões brasileiros em 2019
Gilmar Dal Pozzo busca primeiro título com o Naútico

A partir daí, o Náutico começou a gostar da partida. Aos 20, contra-ataque pernambucano e Jean Carlos, da esquerda de ataque, cruzou para Matheus Carvalho. O atacante finalizou para fora. Dez minutos depois, Jean Carlos cobrou falta de longe, em um chute que parecia despretensioso. A bola pegou velocidade e Carné deu o tapa pela linha de fundo para salvar o Ju.

Aquilo que era pressão dos visitantes virou gol aos 36. Neto Pessoa fez cruzamento da esquerda, Matheus Carvalho desviou no meio do caminho e Alvaro apareceu livre de marcação na frente de Carné. O jogador do Náutico tirou do alcance do goleiro do Juventude e abriu o marcador para o Náutico.

Em sua última tentativa antes do intervalo, aos 38, o Juventude quase empatou. Eltinho arrancou pela esquerda, tocou para Dalberto. O atacante mandou para o meio e cruzou para Cajá. A finalização do meia desviou no meio do caminho e explodiu na trave esquerda de Jefferson. O placar foi realmente dos visitantes ao final dos 45 minutos iniciais.

Na volta dos vestiários, o Ju levou perigo aos oito minutos, quando Genílson desviou para fora o cruzamento de João Paulo. Aos 16, Matheus Carvalho tentou repetir o gol que Gabriel, do Flamengo, havia feito no confronto do rubro-negro pela Série A. Em uma bola que foi lançada em contra-ataque para o atacante do Timbu, ele tentou, de primeira, um chute por cobertura, mas Carné se esticou todo e evitou o segundo do Náutico.

O Juventude começou a tomar gosto pela partida e, aos 24, veio empate. O centroavante Gabriel Poveda, que até então havia atuado por um minuto com a camisa alviverde, recebeu um presente de John Lennon, com um passe em profundidade. O atacante só tirou do goleiro Jefferson e igualar o marcador. Poveda, com sete minutos em campo, deixou sua marca.

A pressão do Juventude aumentou. Aos 30, Dalberto subiu mais alto que todo mundo após escanteio cobrado por Denner e cabeceou perto do gol de Jefferson. Depois, aos 38, João Paulo arriscou de longe em chute que raspou o travessão do Timbu. Aos 47, Dalberto desviou de cabeça e a bola passou raspando a trave.

Quando o empate parecia soberano, veio uma falta frontal. O lateral-esquerdo e capitão Eltinho, aos 49, fez uma cobrança magistral com a canhota. A bola ainda bateu na trave e morreu no fundo da rede. Gol alviverde e vitória, de virada, para o delírio dos mais de 10 mil Jaconeros.

Ficha técnica

Juventude 2x1 Náutico

G0ls: Alvaro (N), aos 36 minutos do primeiro tempo; Gabriel Poveda (J), aos 24 minutos, e Eltinho, aos 49 minutos, no segundo tempo.

Juventude: Marcelo Carné, Vidal, Genilson, Sidimar e Eltinho; João Paulo, Aprile, John Lennon (Denner, 28'/2°) e Renato Cajá (Rafael Bastos, 14'/2º); Dalberto e Breno (Poveda, 17'/2°). Técnico Marquinhos Santos

Náutico: Jefferson; Ereda, Camutanga (Rafael Ribeiro,int), Fernando e William Joza, Jonathan e Jean Carlos; Alvaro (Wallace Pernambucano, 38'/2°), Matheus Carvalho e Neto Pessoa (Jimenez, 18'/2°). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Amarelos: Camutanga e Jefferson (N)


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros