Intervalo: ter o trio gaúcho nas primeiras posições é uma boa surpresa dentro da Série C - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião12/08/2019 | 20h26Atualizada em 12/08/2019 | 20h26

Intervalo: ter o trio gaúcho nas primeiras posições é uma boa surpresa dentro da Série C

Juventude lidera o Grupo B, seguido por Ypiranga e São José

Intervalo: ter o trio gaúcho nas primeiras posições é uma boa surpresa dentro da Série C MarceloCasagrande/Agencia RBS
Fabiano Daitx faz grande campanha com o Ypiranga Foto: MarceloCasagrande / Agencia RBS

Força dos gaúchos
Restam duas rodadas para o fim da primeira fase e, ao se observar a tabela do Grupo B da Série C, chama a atenção o desempenho do trio gaúcho. E se abre a possibilidade concreta de todos eles disputarem os confrontos pelo acesso.

Leia Mais
A um ponto da vaga, atacante do Juventude analisa confronto direto pela classificação
Sem relaxar para classificar: goleiro do Juventude projeta rodadas finais
Saiba o que o Ju precisa para classificar matematicamente na próxima rodada 

Quando levantados os números recentes, as campanhas são ainda mais impressionantes. O Juventude, até pela tradição e por ter caído da Série B, era considerado um dos favoritos a brigar pelo acesso. E tem feito por onde. Mesmo com algumas oscilações, nunca deixou de estar na briga ou dentro do G-4.

Os casos de Ypiranga e São José, pelo menos na prévia do campeonato, eram diferentes. O primeiro iniciou a competição nacional ainda com atenções voltadas para a reta final da Divisão de Acesso do Gauchão. A vaga na elite estadual veio e, com o técnico Fabiano Daitx, o time cresceu muito. Tanto que ainda não perdeu no segundo turno da Série C e está há oito jogos invicto, com quatro vitórias e quatro empates. A sequência iniciou justamente na goleada sobre o Ju, por 4 a 1, em Erechim. O Canarinho ainda tem a melhor defesa do grupo ao lado do Paysandu, com nove gols sofridos.

Já o São José de Rafael Jaques é ainda mais regular. O time só perdeu uma vez na competição – para o Ypiranga, fora de casa, na terceira rodada. Desde então, acumula 13 partidas de invencibilidade. Além disso, tem o melhor ataque da chave, com 21 gols marcados.

Eficiência
São José e Ypiranga têm receitas inferiores a boa parte dos adversários da chave B. Além disso, não contam com o apoio expressivo dos torcedores nos estádios ou possuem a tradição de Remo ou Paysandu, por exemplo. 

Então, qual o motivo que leva os dois times a conseguirem tais resultados? Não é uma resposta simples, mas acredito em grupos bem montados, bons treinadores e eficiência.

Em campeonatos cada vez mais iguais e sem jogadores de qualidade técnica refinada, prevalece quem está melhor postado, a entrega da equipe e, principalmente, o time que se adapta melhor às adversidades.

Leia Também
Meia Andrews diz que está ansioso para a estreia do Caxias na Copinha

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros