Por elenco rodado, Juventude já teve 23 jogadores no time titular. Confira quem mais jogou - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Série C18/07/2019 | 19h15Atualizada em 18/07/2019 | 19h26

Por elenco rodado, Juventude já teve 23 jogadores no time titular. Confira quem mais jogou

Dos 26 atletas que atuaram, apenas três não iniciaram alguma partida na competição

Por elenco rodado, Juventude já teve 23 jogadores no time titular. Confira quem mais jogou Lucas Amorelli/Agencia RBS
Juventude já teve 23 jogadores distintos no time titular Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Ao todo são 12 jogos disputados e 26 jogadores utilizados. Números padrões para um time de pouco mais de 30 atletas no elenco. O diferencial do Juventude está nos 11 inicias de cada partida na Série C do Campeonato Brasileiro. Desde o começo da competição, 23 atletas já foram titulares, ou seja, dois times distintos.

Leia mais
Quem sobe? Juventude de 2016 teve a melhor campanha entre os quartos colocados desde 2012
Juventude acerta com atacante do time sub-23 do Athletico-PR
Reservas do Juventude vencem o time de transição do Grêmio em jogo-treino

Os motivos são variáveis, ora por suspensão, ora lesão, preservações, mudança tática, com camisa 9 ou falso 9. Problemas? Pelo contrário. Aos poucos, o técnico Marquinhos Santos vai rodando o elenco visando os momentos decisivos da competição nacional.

— O time como um todo cresceu. Não adianta eu colocar em um jogo e tirar no seguinte. Tenho como método de trabalho dar uma sequência de dois ou três jogos, até para poder estarem todos num nível de competitividade alta. Isso tem feito com que o time tenha rendido. Hoje todos sabem a execução do trabalho. Acredito que conseguimos observar cada um deles e vamos ajustar a equipe para esses jogos finais — destaca o treinador, ao frisar que seu método tem sido bem aceito no grupo de jogadores:

— Sigo esses meus critérios e o vestiário está bem controlado porque os atletas entenderam isso e compraram a ideia. Para a reta final, daí sim, teremos os 11 melhores. É algo normal, o mundo faz isso. Isso aumenta o nível técnico da equipe. 

Para o goleiro Marcelo Carné, o rodízio recente possibilita e estimula também a competitividade entre os atletas. Como consequência, a evolução e o crescimento técnico do time.

— A gente fala muito sobre isso. Existem certas questões que estão além do nosso controle, como suspensão, lesão. A gente fala sempre para todo mundo estar pronto e nosso treinos têm sido cada vez melhores. A competitividade interna melhorou porque quem entra tem correspondido e ninguém quer ficar de fora — comenta o camisa 1, que atuou em 11 das 12 partidas.

Juventude
Foto: editoria de arte / Pioneiro

Com formações distintas, é possível escalar dois times entre os jogadores que foram titulares com a camisa alviverde. Considerando quem mais jogou, uma equipe ideal seria escalada com: Marcelo Carné; Vidal, Genílson, Sidimar e Eltinho; João Paulo; Bruno Alves, Aprile, Rafael Bastos e Denner; Dalberto. 

O segundo time teria Omar; Lucas Mota, Diego Ivo, Rafael Jataí e Felippe; Sananduva; John Lennon, Moisés,  Paulo Sérgio e Breno; Braian Rodríguez. O volante Christian, que já retornou ao Athletico-PR, também já iniciou uma partida.

Na próxima rodada, mais mudanças. Contra o Boa Esporte, neste sábado (20), em Varginha, o Juventude não terá o lateral-esquerdo Eltinho e o atacante Dalberto, suspensos, e o zagueiro Diego Ivo, lesionado. Felippe, Breno ou Braian Rodríguez e Genílson devem ser os substitutos, respectivamente.

No total, o Ju viajou com 20 atletas para Varginha. Os volantes Bruno Camilo e Aprile são as novidades na lista.

Leia também
Associação de língua de sinais pede ao MP anulação de concurso da prefeitura de Caxias
Transporte público de Caxias perde 30% dos passageiros pagantes

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros