Intervalo: o torcedor do Caxias está cansado de chegar muito perto do acesso e ficar no quase - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião21/07/2019 | 21h00Atualizada em 21/07/2019 | 21h00

Intervalo: o torcedor do Caxias está cansado de chegar muito perto do acesso e ficar no quase

Equipe grená perdeu para o Manaus por 3 a 0 e deu adeus à Série D

Intervalo: o torcedor do Caxias está cansado de chegar muito perto do acesso e ficar no quase Raphael Alves/Especial
Foto: Raphael Alves / Especial

Difícil de entender
Em meio a transmissão do jogo de sábado, pela rádio Atlântida e no Gaúcha 2, foi difícil encontrar palavras para descrever o que aconteceu na Arena da Amazônia. Mais de 24 horas depois, o sentimento ainda é o mesmo.

Leia Mais
Triste sina: relembre os tropeços nacionais do Caxias nos últimos 10 anos
"Eu assumo a culpa, se for preciso", diz vice de futebol sobre eliminação do Caxias
Diário de Manaus: ônibus com torcedores do Caxias é apedrejado na saída da Arena
Após eliminação do Caxias, meia Wagner dispara contra atletas e ex-comissão técnica
Em tarde irreconhecível, Caxias sofre 3 a 0 para o Manaus e dá adeus ao sonho do acesso  

Reafirmo o que disse antes e durante a partida. O Caxias é mais time do que o Manaus. Só que nem sempre o melhor vence. No futebol, alguns fatores intangíveis deixam uma decisão como essa ainda menos compreensível. O time grená jogou muito menos do que se imaginava e viu um rival crescer diante do apoio de um estádio lotado. Faltou tranquilidade. Faltou definir as chances que apareceram. 

O Manaus, mesmo inferior tecnicamente, sobe com méritos. Na hora da decisão, foi mais eficiente, brigou, não perdeu divididas em lances importantes da partida e, principalmente, não cometeu erros bisonhos como a defesa do Caxias.

O clube grená agora precisará repensar as suas estratégias para o futuro. O torcedor está cansado de chegar muito perto e morrer na praia

E, diante disso, o mais complicado é chegar a respostas que dificilmente alguém sabe. O Caxias precisa aprender a ser forte na hora decisiva. E não existe um manual que ensine isso.

Quem subiu
Além do Manaus, outros três times garantiram vaga na Série C de 2020: Ituano-SP, Jacuipense-BA e Brusque-SC. 

Os paulistas haviam vencido por 3 a 1 e, mesmo com a derrota por 1 a 0 para o Itabaiana-SE, levaram o acesso. O Jacuipense-BA fez 1 a 0 no Floresta-CE, após empate em 2 a 2 na ida. Já o Brusque atropelou o Juazeirense, com uma goleada de 4 a 0 em Santa Catarina na tarde de ontem. Na ida, havia perdido por 1 a 0. 

Leia Também
Maior vencedora, ACBF conquista a Libertadores de Futsal pela sexta vez

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros