Intervalo: Direção do Manaus exagerou ao citar clima de guerra na partida em Caxias do Sul - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião15/07/2019 | 21h00Atualizada em 15/07/2019 | 21h00

Intervalo: Direção do Manaus exagerou ao citar clima de guerra na partida em Caxias do Sul

Mesmo sem concordar, situações pré-jogo são recorrentes por todo o Brasil

Intervalo: Direção do Manaus exagerou ao citar clima de guerra na partida em Caxias do Sul Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Clima hostil?
Não concordo com a iniciativa de alguns poucos torcedores grenás que tentaram perturbar o sono da delegação do Manaus, na madrugada de sábado para domingo. Isso não ganha jogo. Mas, é preciso minimizar o tamanho que está sendo dado para essa situação.

Leia Mais
Retrospectos do Caxias fora e do Manaus em casa mostram equilíbrio
Ouça o gol do Caxias na vitória sobre o Manaus

Uma coisa é a ação desnecessária da torcida, outra é falar em clima de guerra em Caxias do Sul e ameaças graves contra a integridade dos atletas. A imprensa amazonense e o próprio Manaus exageraram. Aqui na Serra ou em outros locais do Estado já presenciei situações bem piores e que não ganharam tamanha visibilidade. 

A mudança de hotel, com a ida do grupo para Porto Alegre no domingo à noite, parece mais jogada de marketing com a intenção de inflar a torcida para o jogo de volta. Outra medida descabida.  

Pressão no Centenário? Por mais barulho que o torcedor grená pudesse fazer, o estádio ficou longe de estar lotado. Além disso, não existia qualquer movimentação ou clima hostil nos arredores. Nada foi relatado nas entrevistas pós-jogo, com exceção da baderna na noite anterior. 

Enfim, o acesso será definido dentro de campo e a preocupação, tanto de Caxias quanto de Manaus, precisa ficar restrita ao jogo. 

Leia Também
Não fechou: sem Júnior Viçosa, Juventude segue atrás de centroavante

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros