Diário de Manaus: uma cidade com calor intenso e sem clima de decisão - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Decisão do acesso18/07/2019 | 20h50Atualizada em 18/07/2019 | 20h50

Diário de Manaus: uma cidade com calor intenso e sem clima de decisão

Equipe da RBS na Serra acompanha todos os detalhes do pré-jogo entre Manaus e Caxias

Diário de Manaus: uma cidade com calor intenso e sem clima de decisão Cristiano Daros / Agência RBS/Agência RBS
Registro da chegada em Manaus, no final da tarde Foto: Cristiano Daros / Agência RBS / Agência RBS

Tem decisão?
A cidade não parece viver uma decisão do tamanho que se esperava na Série D. Ao sairmos do aeroporto, o motorista de aplicativo sequer lembrava que tinha jogo neste sábado. Mas ao ser questionado sobre Caxias e Manaus, foi bem mais otimista:

Leia Mais
Caxias viaja para Manaus com a equipe titular encaminhada 
Lateral esquerda passa a ser a grande interrogação no time do Caxias para a decisão do acesso 

– Acho que o Caxias vai tomar uma surra.

Mas lógico que um time de seis anos não iria ter tanta torcida assim. O próprio motorista ainda estava buscando explicações sobre a eliminação do Flamengo, clube do coração, na Copa do Brasil. 

A capital amazonense, vista do hotel onde a equipe da RBS está hospedadaFoto: Cristiano Daros / Agência RBS

Que calor!
De fato, os manauaras estavam certos. O calor é absurdo na capital do Amazonas. Chegamos nesta quinta-feira por volta de 18h (horário local) e a temperatura ainda estava na casa dos 31º C. Mas o que realmente importa é a sensação térmica. 

Neste caso, ficava em 33ºC, com um grande abafamento. O ar é úmido e dá uma sensação de sauna.

Repercussão
O erro de logística da empresa que faz o Campeonato Brasileiro Feminino ainda era assunto nesta quinta-feira. As meninas do Santos chegaram em Manaus na madrugada de terça para quarta-feira e tiveram que dormir na recepção de um hotel. A diária começava às 14h e o clube chegou 10 horas antes. Mesmo assim, o Santos encarou o Iranduba, de uma cidade vizinha, e venceu por 5 a 0.

Tá servido?
O prato principal servido no hotel onde a equipe da RBS está hospedada era lagarto recheado com calabresa e cenoura, arroz crocante e tomate assado. E aí, você encararia?

Leia Também
ACBF vence clássico nacional e segue na busca pelo hexa da Libertadores



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros