Intervalo: Juventude acerta em voltar o foco apenas na Série C - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião09/05/2019 | 07h00Atualizada em 09/05/2019 | 07h00

Intervalo: Juventude acerta em voltar o foco apenas na Série C

Alviverde sabe que desafio por voltar a segunda divisão é mais importante pensando no futuro

Intervalo: Juventude acerta em voltar o foco apenas na Série C Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Contra o Remo, em casa, Juventude ficou no empate e segue sem vencer na Série C Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Saboreia, mas foca na Série C
É arriscado, mas acho correta a postura do Juventude em tratar o jogo contra o Grêmio como segundo plano. Não se trata de se “contentar” com as oitavas e com os quase R$ 7 milhões na conta. O fato é que com dois empates na largada, o Ju precisa pensar em ser protagonista na Série C. Claro que é difícil convencer torcedores e jogadores a não pensar na Copa do Brasil. Mas na lucidez de quem gere o futebol precisa voltar à Série B, é necessidade. Marquinhos Santos foi bem logo depois da classificação sobre o Vila Nova. O que vier é lucro.

Leia Mais:
Primeiro jogo de Juventude e Grêmio pode ter mudança de data
Coração grená: torcedor se recupera de infarto e assiste estreia do Caxias na Série D

Contratação frustrada
Zerada a expectativa. Assim o diretor-geral do Ju, Osvaldo Pioner resumiu a busca por um meia. A esperança do dirigente era convencer clubes como Cruzeiro, Palmeiras e São Paulo a emprestarem algum meia-atacante que não esteja sendo aproveitado. Para tanto, se utilizava de nomes conhecidos do futebol caxiense como Mano Menezes e Sidnei Lobo, Paulo Turra, Cuca, respectivamente. Não deu certo. A vitrine da Série C, infelizmente, é pouco para convencer este tipo de atleta a jogar “somente” por espaço. A menos que aconteça alguma reviravolta, Rafael Bastos e Denner seguem como os principais e únicos armadores no Ju.

Mesmo time
O técnico Pingo irá encaminhar hoje a equipe do Caxias para encarar o Tubarão, no domingo, pela segunda rodada da Série D. A tendência é de manutenção de time, com Juliano, Foguinho, Gava e Diego Miranda no meio. Assim que entrosar o ataque, com os recém-contratados Márcio Jonatan e Michel, o grená tem tudo para assumir a liderança do grupo. Do meio para trás, a mecânica de jogo segue exatamente igual à que deu certo no Campeonato Gaúcho.

Leia Também:
Conselho de Administração aprova novo presidente das Empresas Randon
Juventude pode ser punido por caso de racismo no jogo contra o Botafogo

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros