Intervalo: Apesar da proposta de jogo coletivo do Caxias, qualidade individual fez a diferença - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião05/05/2019 | 21h30Atualizada em 05/05/2019 | 21h30

Intervalo: Apesar da proposta de jogo coletivo do Caxias, qualidade individual fez a diferença

Diego Miranda marcou o gol da partida em jogada de iniciativa pessoal

Intervalo: Apesar da proposta de jogo coletivo do Caxias, qualidade individual fez a diferença Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Na base da qualidade
Em uma disputa curta e equilibrada, como promete ser o grupo do Caxias nesta Série D, a qualidade individual pode ser o fator diferencial para a classificação. Foi o que se viu na tarde deste domingo, no Centenário.

Leia Mais
Caxias vence o São Caetano na estreia da Série D do Campeonato Brasileiro

Por mais que o time grená tenha criado e feito um bom jogo contra o São Caetano, o que garantiu a vitória para os comandados de Pingo foi o pensamento rápido, a criatividade e a finalização precisa de Diego Miranda. 

E o melhor de tudo é que agora o Caxias tem peças de reposição. Logo ali na frente pode ser a vez de Gava, Leilson, Márcio Jonatan, Wagner ou Michel decidir uma partida.

Evolução gradual no Juventude
Conforme os reforços vão chegando, o Juventude tende a render mais. Já ficou claro que os jogadores entenderam a nova proposta de jogo e buscam ficar mais com a bola, não ser apenas um time reativo. Ao mesmo tempo, para que isso ocorra, é preciso de entrosamento e o Ju vai se ajustando dentro das próprias competições. 

Contra o Remo, faltou maior capricho do meio para a frente. Algo que precisa melhorar, já de olho na vaga da Copa do Brasil.

Leia Também
Fora de casa, Esportivo bate o Guarani-VA e se aproxima da elite

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros