Após derrota na Arena, dever cumprido foi o discurso adotado pelos jogadores do Juventude - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Copa do Brasil30/05/2019 | 00h01Atualizada em 30/05/2019 | 00h01

Após derrota na Arena, dever cumprido foi o discurso adotado pelos jogadores do Juventude

Time foi eliminado com derrota por 3 a 0 para o Grêmio, na quarta-feira (29)

Após derrota na Arena, dever cumprido foi o discurso adotado pelos jogadores do Juventude Marco Favero/Agencia RBS
Jogadores do Juventude foram aplaudidos pela torcida do Ju presente na Arena Foto: Marco Favero / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A derrota por 3 a 0 para o Grêmio, na quarta-feira (29), não teve um impacto tão danoso no vestiário alviverde. Após a eliminação, com gritos de "Vamos subir, Papo!" vindo da arquibancada visitante, na saída do gramado da Arena, o discurso dos jogadores do Juventude era de dever cumprido. Não pelo resultado em si, mas pela entrega da equipe e a campanha feita na Copa do Brasil, levando o time até as oitavas de final.

– Acho que não faltou nada. Nosso time se dedicou, correu, lutou para caramba. Estávamos bem até tomar o primeiro gol. Nosso time foi guerreiro, nossa torcida foi fantástica. Queríamos passar, mas não conseguimos. No fim do ano, pode ter certeza, vamos dar alegria ao torcedor – avisou o lateral-esquerdo Eltinho. 

O goleiro Marcelo Carné, que defendeu o pênalti cobrado por Jean Pyerre, fez coro ao companheiro e preferiu valorizar o feito do Juventude ao desafiar um dos melhores times do Brasil:

– O Juventude vem de uma queda e tinha uma terra arrasada. O Ju vem construindo uma base e uma situação. Hoje, não pode brigar de igual para igual com o Grêmio. Mas se seguir nesse trabalho é questão de tempo para brigar de igual para igual aqui. Foi uma derrota construída em detalhes. Agora é manter a concentração, a dedicação para conseguir o acesso e, se isso acontecer, o Juventude tem um caminho muito promissor pela frente.

Leia também
Moradores do Monte Carmelo, em Caxias, lotam plenário da Câmara para cobrar regularização
Dono da Havan critica troca de cartas entre o Papa Francisco e o ex-presidente Lula

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros