Mesmo melhor, Juventude fica no 0 a 0 contra o Vila Nova-GO no Alfredo Jaconi - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Ficou para Goiânia24/04/2019 | 23h30Atualizada em 24/04/2019 | 23h30

Mesmo melhor, Juventude fica no 0 a 0 contra o Vila Nova-GO no Alfredo Jaconi

Domínio alviverde no primeiro jogo da quarta fase da Copa do Brasil não se transformou em gols

Mesmo melhor, Juventude fica no 0 a 0 contra o Vila Nova-GO no Alfredo Jaconi Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O primeiro duelo entre Juventude e Vila Nova, pela quarta fase da Copa do Brasil, foi de muita movimentação, mas de igualdade no Estádio Alfredo Jaconi. Com a equipe alviverde dominante na partida da noite desta quarta-feira (24) e com o apoio dos pouco mais de seis mil torcedores na casa do Papo, o placar de 0 a 0 ficou pouco para o time do técnico Marquinhos Santos. Sem sequer ter sido ameaçado durante os 45 minutos finais, o detalhe impediu que a vantagem do Ju não fosse realidade para o confronto da volta, no dia 7 de maio, em Goiânia. Porém, o futebol mostrado pela equipe caxiense no primeiro tempo da decisão por uma vaga nas oitavas de final da competição nacional.

Leia também
Samae envia 10 caixas de papéis com resposta a vereador

A primeira chegada do jogo foi do Vila Nova. Aos sete minutos, Capixaba arriscou forte de fora da área. Marcelo Carné segurou firme. Depois, aos 11, foi a vez do Juventude levar perigo. Dalberto fez jogada pela esquerda e cruzou. A bola passou por Paulo Sérgio e por John Lennon, mas nenhum dos dois alcançou para empurrar a bola para o fundo das redes.

As chances alviverdes seguiram. Aos 21, Dalberto recebeu de Denner, girou e mandou de canhota, mas por cima do gol de Rafael Santos. A oportunidade mais clara do Papo aconteceu aos 26. Genilson lançou da defesa, Dalberto ganhou no corpo da marcação colorada, mas errou no passe para Paulo Sérgio. O centroavante ainda tentou ajeitar o lance, porém o chute saiu à direita do gol do Vila.

Aos 32, Capixaba aplicou um chapéu em Eltinho e tocou para o meio. O bate e rebate dentro da área teve reclamação de pênalti por parte dos goianos. Porém, o árbitro nada marcou.

Ao final do primeiro tempo, os torcedores alviverdes aplaudiram o time na saída de campo.

A volta do intervalo veio com os dois times tentando muita movimentação, mas pouco efetivos nas oportunidades ofensivas criadas. A primeira de maior risco foi alviverde, aos 14 minutos. John Lennon cruzou da direita e Paulo Sérgio torneou de cabeça, para defesa de Rafael Santos. Dois minutos depois, a dobradinha alviverde funcionou de novo. John Lennon mandou para a área e o centroavante tocou à esquerda.

A blitz alviverde teve sua ápice aos 28. Primeiro, com Braian Rodríguez dividindo com o goleiro do Vila, após receber bom passe de Rafael Bastos. Na sequência da jogada, a bola chegou até João Paulo, que chutou em curva muito próximo da trave esquerda de Rafael Santos.

Aos 32, cruzamento de Bastos para Braian e o centroavante alviverde cabeceou à esquerda, com perigo.

A única tentativa colorada na etapa complementar veio com Juninho, que arriscou de longe por cima do gol de Carné.

Porém, o empate foi mantido e a decisão ficou para o Serra Dourada.

Ficha técnica

Copa do Brasil - Quarta fase - Jogo de ida - 24/4/19

Juventude 0x0 Vila Nova-GO

Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul

Juventude: Marcelo Carné, Vidal, Genilson, Sidimar e Eltinho; João Paulo; John Lennon (Breno,40'/2°), Moisés (Rafael Bastos, 10'/2°), Denner e Dalberto; Paulo Sérgio (Braian Rodríguez, 23'/2°). Técnico: Marquinhos Santos

Vila Nova-GO: Rafael Santos; Felipe Rodrigues, Philipe Maia, Patrick e Hélder; Neto Moura, Joseph e Ramon (Dener, 46'/2°); Capixaba (Juninho, 31'/2°), Alan Mineiro (Bruno Mota, 23',2°) e Facundo Boné. Técnico: Eduardo Baptista

Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto, auxiliado por Herman Vani e Gustavo de Oliveira (trio paulista) 

Cartões amarelos: Hélder, Felipe Rodrigues (V)

Público pagante: 5.823 Público Total: 6.087 Renda: R$ 65.310,00

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros