Esperando o rival, Juventude vive semana decisiva para ajustes na equipe - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Copa do Brasil18/04/2019 | 23h45Atualizada em 18/04/2019 | 23h45

Esperando o rival, Juventude vive semana decisiva para ajustes na equipe

Com 13 dias sem jogos, técnico Marquinhos Santos aprimora a parte tática do alviverde

Esperando o rival, Juventude vive semana decisiva para ajustes na equipe Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Alinhar o entrosamento e trabalhar muito. Todo e qualquer detalhe. Essas são as palavras de ordem no Juventude nos últimos dias. Depois de eliminar o Botafogo na Copa do Brasil, ainda no dia 11 de abril, o time volta a campo apenas na próxima quarta-feira (24) pela competição nacional, desta vez pela quarta fase.

Enquanto o dia decisivo não chega e o adversário não é definido — Vila Nova-GO e Bragantino-PA decidem a vaga neste sábado (20) — os treinos são intensificados no lado alviverde. Tempo suficiente para que Marquinhos Santos consiga implantar de vez o estilo de jogo que pretende no Ju.

— Ele tem trabalhado bastante conosco a parte tática. Ele chegou na correria e não teve muito tempo para trabalhar isso. O grupo está entendendo o que ele pede, o que ele está implantando no time. Acredito que jogo a jogo teremos a cara de equipe que ele quer. Temos de trabalhar bastante, firme porque temos uma sequência grande de jogos pela frente — comentou o volante Moisés.

O jogador, que assumiu a titularidade da equipe em meio ao Gauchão, atuou nos quatro compromissos alviverdes na Copa do Brasil e só não iniciou a partida diante do Palmas, na primeira fase da competição. Desde então, Moisés teve oscilações nos companheiros que atuaram ao seu lado. 

Com Winck, quando o time tinha três jogadores de marcação no meio, esteve junto de Aprile na maioria das vezes, com Bruno Camilo, Rafael Jataí, Ancheta e Mateus Santana compondo o trio. Com Marquinhos Santos, no entanto, Moisés esteve ao lado de Rafael Jataí em cinco, dos seis jogos em que o treinador esteve no comando. Desta vez, na quarta fase da Copa do Brasil, João Paulo deve ser seu companheiro. O recém-contratado será o substituto de Jataí, suspenso e lesionado.

— É indiferente. Trabalhei com o João Paulo no Londrina, estamos bem entrosados. Não muda nada, só alteram as peças e as características. Acredito que é muito importante ter alguém no retrovisor. Infelizmente o ser humano às vezes se acomoda e isso não pode existir no futebol. O grupo tendo mais gente aumenta a concorrência e fortalece a equipe — avaliou Moisés.

Nesta sexta-feira (19), pela manhã, o Ju faz jogo-treino contra a equipe sub-20. A partir de sábado (20), no entanto, os portões serão fechados para os ajustes finais antes do confronto de quarta-feira.

Leia também
Secretaria da Saúde abre inscrições para seleção de médicos para o SUS de Bento Gonçalves
Saiba quanto a Havan investiu para abrir sua loja em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros