Primeiro desfile nos Pavilhões mostra que a nova proposta se adapta melhor à casa da festa - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Festa da Uva27/02/2019 | 22h41Atualizada em 28/02/2019 | 13h59

Primeiro desfile nos Pavilhões mostra que a nova proposta se adapta melhor à casa da festa

Apesar do pouco público, corso chamou a atenção pela proximidade com os presentes

Primeiro desfile nos Pavilhões mostra que a nova proposta se adapta melhor à casa da festa Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Maurício Reolon e Trissia Ordovás Sartori

mauricio.reolon@pioneiro.com;trissia.ordovas@pioneiro.com

Pontualmente às 20h30min desta quarta-feira, a Festa da Uva de 2019 inovou mais uma vez. Pela primeira vez em sua história recente, a Alameda Central dos Pavilhões foi palco de um desfile alegórico. O roteiro do corso foi o mesmo da noite anterior, na Rua Sinimbu. Porém, com um formato mais compacto, até por conta do espaço menor para o trânsito dos bailarinos e figurantes voluntários.

Leia Mais
Tá Na Festa #3: Marinês Benatti e a arte da dressa
"Sempre vai ter o que melhorar", afirma diretor do desfile cênico da Festa da Uva

E a nova opção agradou a quem esteve presente. O músico e representante comercial Jaimar Machado, 53 anos, aprovou o formato.

- Já vi muitos desfiles e esse foi diferente e legal. A festa é feita de pessoas e não de bonecos e carros - disse ele, que veio acompanhar os dois filhos que desfilaram.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 27/02/2019. 32ª Festa Nacional da Uva - segundo desfile artístico da Festa da Uva 2019 e o primeiro a ser realizado nos pavilhões da Festuva. (Porthus Junior/Agência RBS)
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A concentração ocorreu próxima à cancha de rodeios, palco dos shows nacionais, e o desfile se desenvolveu até a chegada ao ponto em frente às réplicas. Antes da abertura, mensagens de ex-rainhas lembravam de festas anteriores e convidavam para acompanhar o que vinha pela frente.

Se os seis carros são menores e sem tantos adereços como em festas anteriores, o público presente teve a oportunidade de conferir bem de perto um pouco da trajetória dos imigrantes italianos por meio de uma proposta mais cênica e musical. Até por conta dessa proximidade das pessoas, a linguagem teatral escolhida pelos organizadores mostrou-se mais adequada ao local do desfile.

Sem tantos espaços entre as alas, a evolução também foi melhor e deixou todo o desfile mais dinâmico. Houve entregas de uvas por parte de crianças, além de polenta brustolada e cuca aos visitantes. Se algo ficou abaixo do esperado foi justamente a presença de público.

- É um feijão com arroz, mas muito profissional. Todos os carros estão com 70 centímetros de largura a menos do que os antigos, pensados para esse desfile nos Pavilhões, cujo espaço da Alameda é praticamente a metade do que temos na Rua Sinimbu. A colônia é o simples e isso o que queremos mostrar. Simplicidade e alegria - explica Ranulfo Homem, um dos responsáveis pelo roteiro do corso e confecção dos carros.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 27/02/2019. 32ª Festa Nacional da Uva - segundo desfile artístico da Festa da Uva 2019 e o primeiro a ser realizado nos pavilhões da Festuva. (Porthus Junior/Agência RBS)
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O ápice do desfile ocorreu após a passagem da rainha, princesas e embaixatrizes, no último carro. Todos os artistas e figurantes se concentraram em frente às réplicas em uma celebração com direito a música italiana, dança, fogos de artifícios e festa com o público presente.

A próxima apresentação nos Pavilhões ocorre nesta quinta-feira, novamente às 20h30min. Ainda estão previstos desfiles no local nos dias 5, 6 e 7 de março. O último ato ocorre no dia 10, domingo, desta vez no centro da cidade, na Rua Sinimbu.  

Leia Também
"Sempre vai ter o que melhorar", afirma diretor do desfile cênico da Festa da Uva

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros